Sobem para quatro os mortos na explosão de Paris

  • Lusa
  • 13 Janeiro 2019

O número de mortos em consequência de uma explosão acidental ocorrida no sábado numa padaria em Paris subiu para quatro, após ter sido encontrado o corpo de uma mulher nos escombros.

O número de mortos em consequência de uma explosão acidental ocorrida no sábado numa padaria em Paris subiu para quatro, após ter sido encontrado o corpo de uma mulher nos escombros, indicou o procurador de Paris.

Este corpo deverá ser de uma jovem mulher que vivia num apartamento localizado acima ponto de explosão, no mesmo prédio, e que se suspeitava que estivesse sob os escombros.

Inicialmente tinha sido noticiada a morte de dois bombeiros e de uma turista espanhola, que morreu já no hospital, na explosão que aconteceu sábado de manhã, pelas 9 horas (8 horas em Lisboa), numa padaria no 9.º bairro de Paris, capital de França, mas com esta nova morte o balanço passa a quatro mortos.

A explosão aconteceu quando os bombeiros já estavam no local a combater um incêndio e foi provavelmente provocada por uma fuga de gás.

Os bombeiros estão agora a fazer as limpezas da zona com muito cuidado devido às perigosas condições de segurança, devendo continuar durante a semana, segundo disseram os bombeiros de Paris à agência France-Presse.

Além das vítimas mortais, a explosão causou cerca de 50 feridos, dez dos quais em estado grave.

Cerca de 150 moradores da área tiveram de ser retirados da área e realojados provisoriamente.

Os bombeiros de Paris lançaram uma coleta para apoiar as famílias dos dois bombeiros mortos na explosão, sendo que hoje ao final da manhã mais de 12.000 euros já tinham sido angariados.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Sobem para quatro os mortos na explosão de Paris

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião