Euronext lança oferta para aquisição da bolsa norueguesa. Período de aceitação termina dia 11 de fevereiro

Caso a oferta seja aceite, aumenta o número de países cujas bolsas são geridas pela Euronext para sete. Atualmente, este grupo inclui a Irlanda, a Bélgica, França, Holanda, Reino Unido e Portugal.

A Euronext abordou a bolsa norueguesa, a Oslo Børs, para a aquisição dos ativos por 625 milhões de euros. O anúncio foi feito no final do passado mês de dezembro, em comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), e agora o maior grupo de mercados bolsistas publicou o documento de oferta, sendo que o período de aceitação tem início esta segunda-feira e termina no próximo dia 11 de fevereiro.

De acordo com o comunicado publicado no site da CMVM, o montante da oferta representa um prémio de 32% face ao preço de fecho de dia 17 de dezembro e de 34% em relação à média de preço das ações de três meses.

“O período de aceitação da oferta começa hoje [segunda-feira] e expira às 17h30, hora da Europa Central, do [próximo] dia 11 de fevereiro de 2019”, pode ler-se no comunicado.

A gestora de índices acionistas sublinhava, em dezembro, que não havia obrigação por parte dos noruegueses de aceitarem a proposta. Mas, por outro lado, a Euronext já aumentou o apoio acionista para a aquisição da bolsa norueguesa de 49,6% para 50,6% do capital.

O interesse da Euronext nesta bolsa prende-se com o posicionamento estratégico e competitivo da Oslo Børs VPS, incluindo a posição de liderança global em derivados de marisco e a experiência nos serviços petrolíferos e navegação.

Caso a oferta seja aceite, aumenta o número de países cujas bolsas são geridas pela Euronext para sete. Atualmente, este grupo inclui a Irlanda, a Bélgica, França, Holanda, Reino Unido e Portugal.

Se concluída, esta transação irá seguir-se à recente aquisição da bolsa da Irlanda pela Euronext, no passado mês de março, em linha com a estratégia do grupo de aquisições com vista ao reforço do mercado pan-europeu.

“A Euronext acredita firmemente que o posicionamento estratégico e competitivo único da Oslo Børs VPS, incluindo uma posição de liderança global em derivados de marisco e uma profunda experiência nos serviços petrolíferos e navegação, fortaleceria ainda mais a posição da Euronext como a infraestrutura de mercado líder para o financiamento do real da economia na Europa”, escreve a Euronext.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Euronext lança oferta para aquisição da bolsa norueguesa. Período de aceitação termina dia 11 de fevereiro

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião