Novos reformados na Caixa Geral de Aposentações caiu 13% em 2008

  • Lusa
  • 26 Janeiro 2019

A CGA registou a entrada de 9.043 novos pensionistas por velhice e de 1.556 por invalidez, um número inferior ao registado no ano de 2017.

O número de novos pensionistas da Caixa Geral de Aposentações (CGA) recuou 13% em 2018 face a 2017 para os 10.599, sendo este o segundo valor mais baixo dos últimos 27 anos.

De acordo com os dados divulgados na síntese de execução orçamental da Direção Geral do Orçamento (DGO), a CGA registou a entrada de 9.043 novos pensionistas por velhice e de 1.556 por invalidez. Comparadas com as 10.576 reformas de velhice e 1.722 reformas de invalidez atribuídas em 2017, os dados de 2018 dão conta de uma descida de 13%.

[frames-chart src=”https://s.frames.news/cards/cga/?locale=pt-PT&static” width=”300px” id=”177″ slug=”cga” thumbnail-url=”https://s.frames.news/cards/cga/thumbnail?version=1529508221111&locale=pt-PT&publisher=eco.pt”]

O número de funcionários públicos que avançam para a reforma tem vindo a reduzir-se nos últimos anos, sendo esta queda em parte atribuída ao aumento da idade da reforma e ao agravamento das penalizações para quem opta pela reforma antecipada.

Em 2016, o total de novos pensionistas caiu para 8.727 sendo a primeira vez desde 1991 (último ano para o qual existem dados oficiais) que o número foi inferior a 10 mil.

No ano seguinte, os novos pensionistas aumentaram para 12.298, mas em 2018 os dados evidenciam novo recuo, para o segundo valor mais baixo dos últimos 27 anos.

Relativamente ao valor médio das pensões dos funcionários públicos que se reformaram em 2018, este oscilou entre um mínimo de 926,3 euros, em janeiro, e um máximo de 1.405,6 euros em outubro. No último mês do ano aquele valor médio foi de 1.400 euros.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Novos reformados na Caixa Geral de Aposentações caiu 13% em 2008

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião