Após três meses a subir, crédito da casa cai para mínimos de quase um ano

No primeiro mês de 2019, os bancos disponibilizaram 747 milhões de euros em empréstimos para a compra de casa. É o valor mais baixo desde fevereiro de 2018.

No primeiro mês de 2019, os bancos disponibilizaram 747 milhões de euros em empréstimos para a compra de casa. É o valor mais baixo desde fevereiro de 2018. Em termos homólogos, a tendência, no entanto, é de subida.

Estatísticas divulgadas pelo Banco de Portugal nesta terça-feira mostram que os bancos concederam 747 milhões de euros em empréstimos para a compra de casa, um número que corresponde a uma diminuição de 156 milhões de euros face aos 903 milhões de euros disponibilizados em dezembro.

É registada assim uma inversão de rumo após três meses seguidos de aumentos da disponibilização de empréstimos para a aquisição de habitação. De salientar no entanto que o mês de janeiro é um período tradicionalmente marcado por uma desaceleração da concessão de crédito.

Crédito para comprar casa abranda em janeiro

Fonte: Banco de Portugal

Já se formos analisar numa base homóloga, a tendência é de subida. O montante disponibilizado no primeiro mês deste ano representa um aumento de 134 milhões face aos 634 milhões de euros em crédito para a compra de casa disponibilizado no mesmo período do ano passado. Trata-se ainda em termos homólogos do valor mais alto desde 2010.

No que respeita ao crédito ao consumo também foi observada uma quebra entre dezembro e janeiro, na ordem dos 58 milhões, para se fixar em 338 milhões de euros, o valor mais baixo desde julho de 2017. Em termos homólogos, também se observou uma diminuição, apesar de curta.

Foram menos quatro milhões de euros em comparação com os 342 milhões concedidos em janeiro de 2018. Há seis anos que não se observava uma quebra nos níveis de concessão de crédito ao consumo no primeiro mês do ano.

Nos empréstimos a particulares com outros fins, o montante da concessão ascendeu a 133 milhões de euros em janeiro, uma redução de 49 milhões de euros face aos 182 milhões concedidos em dezembro. Face ao período homólogo, registou-se uma diminuição de dois milhões de euros.

Considerando as três finalidades de crédito, foram concedidos pelos bancos 1.218 milhões de euros às famílias no primeiro mês de 2019.

(Notícia atualizada às 11h39 com mais informação)

Comentários ({{ total }})

Após três meses a subir, crédito da casa cai para mínimos de quase um ano

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião