Brisa recupera controlo da concessão Douro Litoral

Os acionistas da Douro Litoral decidiram repor funções ao conselho de administração, permitindo à Brisa recuperar o controlo da concessão, anunciou a empresa num comunicado.

A Brisa garante que recuperou o controlo da Douro Litoral. A empresa avança em comunicado que os acionistas da concessão de autoestradas estiveram reunidos esta terça-feira, e decidiram restabelecer funções ao anterior Conselho de Administração.

O controlo das participações sociais da empresa tinha sido assumido em janeiro por um conjunto de credores, liderados pelo hedgefund Strategic Value Partners. Estes reclamam que a Autoestradas do Douro Litoral (AEDL) não tem cumprido as suas obrigações de pagamento de reembolsos de capital, juros, custos e comissões dos seus contratos financeiros.

De acordo com a empresa de infraestruturas, todos os acionistas da AEDL estiveram presentes na assembleia-geral, onde “foi tomada a decisão de repor em funções, com efeitos imediatos, os anteriores membros do Conselho de Administração” da empresa, “restabelecendo-se assim a situação de normalidade necessária ao adequado funcionamento da infraestrutura rodoviária concessionada”.

A companhia liderada por Vasco de Mello defende que a decisão tem em vista a “reposição da legalidade”, acusando a Strategic Value Partners de ter procurado assumir o controlo da Douro Litoral “ao arrepio das regras fixadas no Contrato de Concessão e nos Contratos de Financiamento”.

“A atitude dos hedge funds, desencadeada sem pré-aviso e de forma desordenada, só não teve maior impacto no serviço porque a Brisa, enquanto operadora, e embora numa situação de extrema adversidade, continuou a assegurar um rigoroso cumprimento dos níveis de serviço necessários ao regular funcionamento da Concessão Douro Litoral”, garante a empresa de infraestruturas.

No mesmo comunicado, a Brisa responde também às acusações de incumprimento vindas dos credores, garantindo que “sempre cumpriu” com rigor “todos os compromissos contratualmente assumidos”. “Não tem, por isso, qualquer dívida pendente relacionada com esta concessão”, frisa.

(Notícia atualizada pela última vez às 11h41)

Comentários ({{ total }})

Brisa recupera controlo da concessão Douro Litoral

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião