Secretário de Estado do Ambiente nomeou primo. Primo demitiu-se

  • ECO
  • 3 Abril 2019

O secretário de Estado do Ambiente, Carlos Martins, nomeou o primo para adjunto no seu gabinete. Relação familiar não era conhecida pelo Ministério e levou à demissão do primo, avança o Observador.

O secretário de Estado do Ambiente, Carlos Martins, nomeou o seu primo, Armindo dos Santos Alves, para adjunto no seu gabinete desde outubro do ano passado, sem informar o Ministério do Ambiente da relação familiar entre os dois. Armindo Alves, primo do secretário de Estado, apresentou esta quarta-feira a sua demissão, noticia o Observador. Ministério do Ambiente diz que não sabia da relação familiar.

Depois de terem sido conhecidos vários casos de familiares de atuais governantes que também foram nomeados para o Governo, Armindo dos Santos Alves parece ser o primeiro a demitir-se. Ao Observador, o Ministério do Ambiente disse que desconhecia esta relação familiar e que, depois de analisada a situação, o adjunto acabou mesmo por apresentar a demissão.

António Costa tentou estancar a polémica relativa às relações familiares no Governo, em especial dos ministros que têm relações familiares com outros ministros — como é o caso de Mariana Vieira da Silva, ministra da Presidência e filha do ministro do Trabalho, e de Eduardo Cabrita, ministro da Administração Interna, que é casado com a ministra do Mar, Ana Paula Vitorino –, dizendo que o problema seria se o próprio governante nomeasse diretamente um familiar seu.

Neste caso em concreto, houve mesmo uma nomeação direta de um familiar por um membro do Governo, mas quem acaba por sair é o familiar. O secretário de Estado do Ambiente, Carlos Martins, mantém-se em funções.

Comentários ({{ total }})

Secretário de Estado do Ambiente nomeou primo. Primo demitiu-se

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião