Ministro das Finanças britânico abre a porta a segundo referendo sobre Brexit

O ministro das Finanças britânico, Philip Hammond, considera que o Parlamento britânico poderá estar aberto à realização de um segundo referendo sobre o Brexit.

O Parlamento britânico poderá considerar a realização de um segundo referendo sobre o Brexit. Quem o disse foi o ministro das Finanças britânico, Philip Hammond, acrescentando, contudo, que o tempo acordado pelos líderes europeus, que atira a data da saída do Reino Unido da União Europeia (UE) para o dia 31 de outubro, será curto para a realização de uma segunda consulta pública.

De acordo com a agência Reuters (acesso livre, conteúdo em inglês), Hammond referiu, ainda, enquanto participava numa reunião do Fundo Monetário Internacional (FMI), que está à espera que, nos próximos meses, o Governo de Theresa May e o Partido Trabalhista consigam, finalmente, chegar a um acordo para acabar com o impasse em torno do Brexit.

Contudo, a primeira-ministra britânica já confessou que um entendimento com o principal partido da oposição para concretizar o a saída do Reino Unido da UE vai ser difícil.

Recorde-se que, após uma maratona de mais de seis horas, os líderes dos 27 e a primeira-ministra britânica acordaram mais um alargamento de seis meses para tentar conseguir uma saída ordenada do Reino Unido da União Europeia. Trata-se de um prazo superior ao que May tinha pedido a Tusk (30 de junho) e que a primeira-ministra aceitou, o que implica a participação do Reino Unido nas eleições europeias, que decorrem entre 23 e 26 de maio, caso ainda seja membro da UE nessa altura.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Ministro das Finanças britânico abre a porta a segundo referendo sobre Brexit

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião