Maior seguradora pan-africana revoga seguro para equipamento de mineração de criptomoedas

  • ECO Seguros
  • 20 Junho 2019

A empresa de seguros pan-africana Old Mutual optou por não segurar equipamentos de mineração com criptomoedas devido à ausência de regulamentação desta atividade.

Após analisar a atividade, a Old Mutual decidiu não segurar equipamentos utilizados para a mineração de criptomoedas devido à sua natureza não regulamentada.
Entre outras razões a empresa também apontou a exposição das criptomoedas à atividade fraudulenta e destacou que a infraestrutura eletrónica dos equipamentos de mineração leva ao sobreaquecimento e a outros problemas de funcionamento.
De acordo com Christelle Colman, especialista em seguros da Old Mutual, citado pelo Cointelegraph, “optámos por não fornecer cobertura para este tipo de risco, pois é bastante complicado conduzir uma análise de risco adequada de uma indústria não regulamentada que já está no radar das autoridades financeiras devido à infeliz associação com a lavagem de dinheiro e o crime cibernético”.
A Old Mutual divulgou um estudo em julho passado em que os inquiridos responderam a questões sobre a consciencialização e a atitude em relação às criptomoedas no país. O estudo mostrou que os entrevistados geralmente tinham em conta positiva as criptomoedas, com 38% a concordar com a afirmação “eu gostaria de já ter investido em criptomoedas” e 71% a concordar que “se pode ganhar muito dinheiro” com a moeda virtual.
Ao mesmo tempo, 43% dos entrevistados concordaram com a afirmação de que “são uma má notícia, como um esquema de pirâmide” e 53% disseram não saber como as criptomoedas funcionam. Em termos de conhecimento geral, 40% dos entrevistados responderam que conheciam, em graus variados, as criptomoedas, ao passo que 60% afirmaram não saber utilizá-las.

Comentários ({{ total }})

Maior seguradora pan-africana revoga seguro para equipamento de mineração de criptomoedas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião