Hiscox lança calculadora de exposição cibernética

  • ECO Seguros
  • 27 Junho 2019

Os primeiros resultados deram um risco entre 934 milhões de dólares a uma empresa de saúde americana e 134 mil euros numa fábrica europeia. A ferramenta é gratuita e aplicável a empresas nacionais.

A seguradora especializada Hiscox lançou a Cyber Exposure Calculator, uma calculadora de exposição cibernética desenvolvida para ajudar as empresas a estimar o possível impacto financeiro que poderão sofrer se forem vítimas de um ataque cibernético.

A ferramenta é gratuita e permite às empresas obter uma visão exclusiva da sua possível exposição cibernética e do valor dos dados que possuem ao simplesmente selecionar o país, setor e receita. Esta ferramenta também fornece insights sobre os tipos de ataques cibernéticos que as empresas podem enfrentar.

Laura Tavares, responsável pela subscrição de Riscos Cibernéticos da Innovarisk, empresa que representa a Hiscox em Portugal e que é também Lloyd’s Coverholder, adianta que “o lançamento desta calculadora vem ajudar o tecido empresarial a compreender e tomar consciência, de forma simples, interativa e com dados reais, de quais as principais implicações financeiras que se seguem a um ataque cibernético” acrescentando que “deve ser vista como um veículo de aprendizagem, um primeiro passo na mitigação de riscos em constante evolução como os cibernéticos.”

Laura Tavares, responsável pela subscrição de Riscos Cibernéticos da Innovarisk, empresa que representa a Hiscox

A Hiscox que tem mais de 3.300 funcionários em 14 países e Clientes em todo o mundo e está vocacionada para profissionais individuais e empresas, bem como para patrimónios elevados, trabalhou com várias consultoras para desenvolver a calculadora de exposição cibernética. Esta é sustentada por um modelo “Value at Risk” que se baseia em dados de sinistros, dados de ameaças, relatórios do setor, dados de benchmarking, informações sobre segurança cibernética e experiência no mundo real.

A calculadora mostra que as perdas resultantes de crimes cibernéticos podem variar amplamente de acordo com a localização, a indústria e a receita da empresa; com custos a partir de 931 milhões de dólares para uma grande empresa do setor da saúde dos EUA, 4 milhões de libras para uma empresa média de transporte no Reino Unido, ou 134 mil euros para uma pequena empresa de produção da Europa.

Gareth Wharton, CEO da Hiscox Cyber e Diretor do Hiscox CyberClear Centre, acrescenta que a sua utilidade está em que “a maioria das organizações depende atualmente de dados para operar, mas é tradicionalmente muito difícil quantificar o valor desses dados”.

O Grupo Hiscox, tem sede nas Bermudas e conjuga negócios expostos a riscos elevados e empresas locais menos voláteis. Internacionalmente subscreve grandes empresas e resseguro através das divisões Hiscox London Market e Hiscox Re. A empresa está em momento de transição, depois de Richard Watson, há 33 anos na empresa e Chief Underwriting Officer se ter reformado, não estando ainda nomeado o seu sucessor.

Comentários ({{ total }})

Hiscox lança calculadora de exposição cibernética

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião