5 coisas que vão marcar o dia

  • ECO
  • 1 Julho 2019

Num dia em que se esperam os resultados da cimeira dos chefes de Governo sobre os lugares de topo na Europa, a DGO divulga a Conta Geral do Estado e o IVA da eletricidade desce de 23% para 6%.

No dia em que a Direção-Geral do Orçamento dá conta do detalhe dos resultados orçamentais de 2018, o Banco de Portugal divulga o valor da dívida pública em maio, o IVA da componente fixa da eletricidade desce de 23% para 6% para os consumidores de eletricidade com potência contratada até 3,45 kVA. Na Europa, espera-se para saber se os líderes de Governo da União Europeia vão conseguir chegar a acordo e escolher os futuros líderes das instituições da União Europeia.

Banco de Portugal divulga dívida pública de maio

O Banco de Portugal publica esta segunda-feira o valor da dívida pública acumulada até maio deste ano, depois de em abril ter atingido um máximo histórico de 252,4 mil milhões de euros. Neste mês, Portugal tornou-se o primeiro país da Zona Euro a emitir Panda Bonds no valor de 260 milhões, tendo o Tesouro feito uma operação de troca de dívida de Obrigações do Tesouro. No início de maio, fez também uma emissão para ir ao mercado buscar 1.200 milhões de euros.

Novos dados para a indústria em Portugal e na Zona Euro

O Instituto Nacional de Estatística (INE) publica o índice de produção industrial para Portugal referente ao mês de maio. Em abril, este indicador registou a sexta taxa de variação homóloga negativa. No ano terminado em abril, a taxa de variação média já acumula um recuo de 2%. No mesmo dia é conhecido o valor final para o PMI de junho, um indicador sobre o comportamento da indústria na União Europeia e na Zona Euro. Os valores preliminares de junho apontam para uma quase estabilização.

Governo entrega Conta Geral do Estado de 2018

A Direção-Geral do Orçamento tem até ao último dia de junho para entregar no Parlamento e no Tribunal de Contas a Conta Geral de Estado do ano anterior. Este ano, o último dia do mês foi domingo, pelo que o prazo de envio do documento resvala para o primeiro dia útil seguinte. Hoje. No ano passado, o Governo fechou as contas com um défice de 0,5% do PIB em contabilidade nacional e de 1,2% do PIB em contabilidade pública (a metodologia que é usada na Conta Geral do Estado), segundo cálculos do Conselho das Finanças Públicas.

IVA reduzido na eletricidade em vigor a partir de hoje

A partir de hoje, o IVA para os consumidores de eletricidade com potência contratada até 3,45 kVA desce de 23% para 6%, depois do acordo conseguido entre o Governo e os partidos mais à esquerda durante as negociações do Orçamento do Estado para 2019. Segundo o Governo, esta medida irá afetar mais de três milhões de consumidores, mas a descida no preço não deverá ser significativa, já que incide apenas sobre uma parte da fatura.

Com ou sem acordo, como vão reagir os mercados à reunião do Conselho Europeu?

Depois de há uma semana não chegarem a acordo sobre os nomes para liderar a Comissão Europeia, os líderes de Governo voltam a reunir-se este domingo à tarde para encontrar um consenso. Com Angela Merkel e Emmanuel Macron longe de um acordo, é possível que a reunião que se espera vá pela noite dentro se prolongue para a manhã de segunda-feira (havendo já um pequeno-almoço previsto caso não não tenha havido acordo durante a noite). Além da presidência da Comissão Europeia, estão em jogo também as presidências do Conselho Europeu, o alto representante para os Negócios Estrangeiros da União Europeia e ainda, mais importante para os mercados, o futuro presidente do Banco Central Europeu.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

5 coisas que vão marcar o dia

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião