Fidelidade quer construir centro de investigação em Portugal

  • ECO Seguros
  • 3 Julho 2019

Ao lançar o programa Protechting 4.0 e divulgar as novidades que vão mobilizar as start ups tecnológicas nas áreas da seguros, banca e saúde, o presidente da Fidelidade anuncia objetivos ambiciosos.

“Estamos a pensar construir uma estrutura sólida de investigação em Portugal”, revelou Jorge Magalhães Correia, Presidente da Fidelidade e Global Partner da Fosun”, na apresentação da 4ª edição do programa Protechting, referindo-se, como exemplo de semelhança, os laboratórios tecnológicos que a Fosun já promoveu em Xangai, Beijing, Silicon Valley, Alemanha e Israel.

A apresentação teve lugar por que começaram as candidaturas à 4ª edição do Protechting, programa mobilizador de startups, que tem como objetivo apoiar o desenvolvimento de projetos internacionais que contribuam para melhorar a proteção das pessoas em áreas estratégicas, como Healthtech, Insurtech e Fintech. E, a partir deste ano, com uma preocupação acrescida nas temáticas do desenvolvimento sustentável.

O Protechting 4.0 quer estimular o empreendedorismo internacional e fortalecer o âmbito global do projeto e a Luz Saúde irá reforçar a sua participação no programa, bem como o banco privado alemão Hauck & Aufhäuser, ambas empresas do Grupo Fosun. A seguradora peruana La Positiva Seguros y Reaseguros, com interesses no Perú e Bolívia, irá integrar a competição pela primeira vez. O âmbito de candidaturas é este ano mais estimulado pela colaboração do Governo de Macau e a sua capacidade de atrair para a competição empresas asiáticas.

Posicionando-se cada vez mais como um programa de aceleração de referência internacional, um dos resultados das primeiras três edições do Protechting foi a captação de 494 startups, provenientes de 42 países. Como resultado foram constituídos 33 projetos pilotos de empresas que continuam a manter colaboração com o Grupo Fidelidade e a Luz Saúde e, até ao momento, cinco assinaram acordos comerciais.

Para Jorge Magalhães Correia, Presidente da Fidelidade e Global Partner da Fosun “com o lançamento do Protechting 4.0 consolidamos a referência do nosso programa no contexto internacional, alargando a abrangência geográfica aos países onde a Fidelidade está presente, como Perú e Macau. De destacar que a edição deste ano vai também privilegiar o empreendedorismo social, procurando integrar startups com valor acrescentado para a comunidade ao nível da sustentabilidade social”. Magalhães Correia lembrou que a própria Fosun já foi uma start up nos anos noventa do século passado e que considera ser a “inovação tecnológica fundamental para uma oferta diferenciada aos clientes”, tal como o é o facto de a “Fidelidade dispor de grande volume de dados e saber trabalhá-los”, concluiu.

Isabel Vaz, explica três parcerias que a Luz saúde mantém com start ups tecnológicas, na apresentação do Protecht 4.0

Para Isabel Vaz, CEO da Luz Saúde, que salientou a duplicação das instalações do Hospital de Luz e a construção de uma nova área de 1500 metros quadrados como espaço dedicado à investigação, referiu-se à organização que lidera como “parceiro-chave do Programa Protechting”, com o Hospital da Luz Learning Health que “tem assegurado e promovido conexões entre startups e profissionais da área da saúde com evidente sucesso, conseguindo resultados efetivos na criação de valor para os doentes”.

Michael Bentlage, CEO da Hauck & Aufhäuser afirma, em comunicado, que “Na H&A acreditamos fortemente no valor do empreendedorismo e somos um orgulhosos parceiros da edição deste ano. O Protechting oferece uma oportunidade única de acelerar a mudança e transformar ideias em acções. Esperamos ansiosamente pelas melhores soluções de RegTech e de WealthTech que nos apoiem no que respeita a nossa transformação digital”, acrescentou.

Candidaturas abertas: 10 mil euros de prémio, até 350 mil de capital

A quarta edição do Protechting tem inscrições disponíveis entre julho e setembro. A fase de seleção será realizada entre setembro e outubro e o Pitch Day para acesso ao Bootcamp decorrerá em novembro.

Os três melhores projetos finais do Protechting 4.0 serão premiados com um roadshow na China, com acesso a alguns dos maiores investidores mundiais, podendo ainda beneficiar de uma participação de capital até 350 mil euros, ou integrar o seu negócio na Fosun, Fidelidade, Luz Saúde e Hauck & Aufhäuser.

O vencedor, com o melhor projeto de negócio, será distinguido com um prémio monetário no valor de 10 mil euros.

Comentários ({{ total }})

Fidelidade quer construir centro de investigação em Portugal

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião