ASF compromete-se com financiamento sustentável

  • ECO Seguros
  • 7 Julho 2019

A Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões (ASF) compromete-se a participar ativamente na implementação de linhas de orientação que assegurem o financiamento sustentável.

A entidade de supervisão do setor segurador irá participar ativamente na implementação das “Linhas de orientação para acelerar o financiamento sustentável em Portugal”, contidas num relatório que será divulgado no decurso da conferência “Roteiro Nacional para a Neutralidade Carbónica 2050 – O papel do financiamento sustentável”, que tem lugar em Lisboa esta segunda-feira.

O relatório foi produzido no âmbito do “Grupo de Reflexão para a promoção do Financiamento Sustentável e Descarbonização”, constituído e coordenado pelo Ministério do Ambiente e da Transição Energética, em parceria com o Ministério das Finanças e o Ministério da Economia, tendo contado com a participação da ASF, do Banco de Portugal, da Comissão de Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) e de diversos representantes do setor financeiro, com o objetivo de desenvolver um diálogo estruturado de forma a promover e acelerar as práticas de investimento sustentável em Portugal, fruto das ambiciosas metas a perseguir nesta área.

O “Grupo de Reflexão” pretende evidenciar a importância da integração dos riscos ambientais, sociais e de governação nos processos de gestão de risco do setor financeiro; motivar o setor financeiro para o desenvolvimento e investimento em produtos financeiros que promovam empresas, instituições da economia social e projetos alinhados com os princípios de sustentabilidade; e reforçar a divulgação das linhas de financiamento apoiadas pelo Estado Português, nomeadamente a linha de crédito para a Descarbonização e Economia Circular.

Para a presidente da ASF, Margarida Corrêa de Aguiar, “o setor segurador e dos fundos de pensões pode desempenhar um papel fundamental na esfera da sustentabilidade financeira, reforçando o importante papel que já assume na economia e sociedade, nomeadamente através da disponibilização de coberturas face a eventos climáticos e catastróficos, de proteção das pessoas e das empresas face a desenvolvimentos adversos, ou de produtos de poupança para a reforma”.

Margarida Corrêade Aguiar, citada num comunicado da ASF, acrescenta que a entidade a que preside “pretende prosseguir iniciativas para a identificação do quadro de envolvimento consciente e sustentado do setor que supervisiona, prosseguindo, em paralelo, a integração desta temática na sua ação de supervisão”.

A conferência “Roteiro Nacional para a Neutralidade Carbónica 2050 – O papel do financiamento sustentável realiza-se na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa. Ainda durante o evento, presidido pelo ministro do Ambiente e da Transição Energética, João Pedro Matos Fernandes, fica assinada a “Carta de Compromisso para o Financiamento Sustentável em Portugal”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

ASF compromete-se com financiamento sustentável

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião