Incerteza comercial dita quedas em Wall Street

Num momento em que continua por se resolver a disputa comercial entre os Estados Unidos e a China, e que se aguarda pelas declarações da Fed, Wall Street abre em queda.

Receios sobre a disputa comercial entre os Estados Unidos e a China e a incerteza relativamente à política monetária fazem cair as ações em Wall Street, onde já se regista a terceira sessão consecutiva de quedas. O impacto que as tensões comerciais estão a ter em várias empresas espalhadas pelo globo assustam os investidores. O setor tecnológico é dos mais penalizados.

Para além da questão comercial, que é frequentemente uma nuvem negra sobre as negociações na bolsa norte-americana, os investidores aguardam também o testemunho de Jerome Powell frente ao Congresso, bem como o lançamento das minutas da última reunião da Reserva Federal norte-americana, ambos a realizar-se na quarta-feira.

Tendo em conta este sentimento negativo, o S&P 500 recua 0,40% para os 2.964,08 pontos na abertura desta sessão. O índice tecnológico Nasdaq cai 0,46% para os 8.061,53 pontos, enquanto o industrial Dow Jones desvaloriza 0,45% para os 26.685,30 pontos.

As cotadas mais expostas à China negoceiam, na generalidade, em terreno vermelho. A fabricante de aviões Boeing, que é uma das maiores exportadoras norte-americanas, recua 0,45% para os 349,55 dólares. No grupo inclui-se também a Caterpillar, que desce 0,70% para os 133,89 dólares.

As tecnológicas que também têm preocupações relativamente às restrições ao comércio com a China são outras das cotadas penalizadas, nomeadamente as fabricantes de chips. A Intel recua 1,18% para os 47,26 dólares e a Qualcomm cai 0,74% para os 76,06 dólares.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Incerteza comercial dita quedas em Wall Street

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião