“É provável que Centeno vá para o FMI”, diz Marques Mendes

  • ECO
  • 21 Julho 2019

Marques Mendes antecipa que as probabilidades de Centeno vir a dirigir o FMI são elevadas. E revela que uma sondagem do JN dá mais de 43% ao PS e 21% ao PSD.

“É provável ou não é provável que Mário Centeno vá para o FMI? É bastante provável que Mário Centeno vá mesmo dirigir o Fundo Monetário Internacional. Não é certo ainda, mas há um grau de probabilidade elevado de Mário Centeno ir mesmo para o FMI, em setembro ou outubro”, admite Luís Marques Mendes. No comentário semanal da SIC, Marques Mendes revela que dos contactos que fez este fim de semana, este cenário ganhou força.

Luís Marques Mendes afirmou se Mário Centeno for para o FMI, é uma vitória pessoal do ministro das Finanças, mas também “uma certa dor de cabeça para António Costa. “Não é uma notícia fantástica” para o primeiro-ministro. Porque vai ter de escolher outro ministro das Finanças, e as soluções não abundam. E citou duas hipóteses: Mourinho Félix, secretário de Estado-adjunto das Finanças, e Elisa Ferreira, atual vice-governadora do Banco de Portugal.

O advogado antecipa, aliás, três saídas possíveis para a economista: governadora do Banco de Portugal, ministra das Finanças se Centeno for para o FMI, ou mesmo para a Comissão Europeia, em função da necessidade de acautelar um equilíbrio do género na nova Comissão Europeia.

Luís Marques Mendes afirma que o programa eleitoral do PS, apresentado este fim de semana, foi feito para ter uma maioria absoluta. A “piscar o olho” à classe média, a pôr a saúde como uma prioridade política e a apostar no investimento. “este programa é todo ele feito com o objetivo da maioria absoluta”, sintetiza.

“Há um dado novo: Amanhã [segunda-feira] vai sair uma sondagem explosiva, da Pitagórica, para o Jornal de Notícias do Porto. E sabe quanto é que ela dá ao PS? 43,2%, isto já não é próximo da maioria absoluta, isto já é maioria absoluta. Explosiva, em segundo lugar, sabe porquê? Dá ao PSD 21,6%, rigorosamente metade do Partido Socialista”, revela o comentador.

Segundo Marques Mendes, o Bloco de Esquerda está em terceiro lugar na ordem dos 9%, o PCP logo a seguir com 8% e o CDS a quebrar, na ordem dos 6%. E o PAN, com 3,5%, mas com votação expressiva em Lisboa e no Porto.

 

Comentários ({{ total }})

“É provável que Centeno vá para o FMI”, diz Marques Mendes

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião