Lucro da Vista Alegre duplica para 3,7 milhões de euros no primeiro semestre

  • Lusa
  • 22 Julho 2019

Nos primeiros seis meses do ano, a empresa viu os lucros duplicarem. Foi a "melhor performance operacional alcançada num semestre", refere a Vista Alegre.

O lucro da Vista Alegre subiu 99% para os 3,7 milhões de euros no primeiro semestre, divulgou esta segunda-feira marca de cristal e porcelana e dona da Bordalo Pinheiro.

Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a Vista Alegre adianta que no ano em que comemora 195 anos “obtém a melhor performance operacional alcançada num semestre”. Nos primeiros seis meses, o volume de negócios aumentou 37% para 57,4 milhões de euros e o EBITDA avançou 65% para 11,5 milhões de euros, “dando continuidade aos excelentes resultados atingidos no primeiro trimestre”.

“O grande crescimento verificou-se no mercado externo, que atingiu os 43,5 milhões de euros de vendas, o que representa atualmente 75,8% do volume de negócios” da Vista Alegre, um aumento de nove pontos percentuais em termos homólogos. “Este aumento é justificado pelo crescimento do volume de negócios nos mercados europeus, nomeadamente na Holanda, Itália e França, países com maiores crescimentos”, refere a empresa.

O mercado interno registou vendas de 13,9 milhões de euros, “suportado pelo negócio das lojas próprias”. No primeiro semestre, a Vista Alegre registou um resultado operacional de 6,1 milhões de euros, superior em 53% em termos homólogos.

Nos primeiros seis meses, o investimento da Vista Alegre atingiu os 11 milhões de euros, dos quais se destacam, no segmento do grés mesa, a conclusão da ampliação da fábrica da Ria Stone pelo montante de 3,5 milhões de euros.

“Deste montante, a destacar o investimento adicional 2,7 milhões de euros com enfoque especial na melhoria significativa ao nível das linhas finais (escolha e embalagem), que passaram a ser mais automatizadas, em vez de apenas se replicarem as linhas manuais previamente existentes, e ainda na alteração feita às estações de carga para permitir uma maior flexibilidade produtiva”, refere a empresa.

No segmento faiança, “destaca-se a conclusão da renovação da fábrica Bordalo Pinheiro, com equipamentos de ponta localizados na maior área fabril totalmente reorganizada, onde também ocorreram alterações ao investimento facec ao inicialmente previsto, nomeadamente pela introdução do fabrico de peças em grés, cuja procura se acentuou significativamente por parte do setor HoReCa [hotelaria e restauração] pela sua resistência superior”. As alterações introduzidas representaram um desvio na ordem dos 1,6 milhões de euros face ao previsto de início.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Lucro da Vista Alegre duplica para 3,7 milhões de euros no primeiro semestre

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião