Ferro em terceiro lugar e Centeno em quinto na lista de Lisboa do PS

  • Lusa
  • 23 Julho 2019

Nas eleições legislativas de 2015, em Lisboa, o PS elegeu 18 deputados, mas a meta, agora, para os socialistas, é eleger diretamente 20.

O presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues, e o ministro das Finanças, Mário Centeno, integram respetivamente em terceiro e em quinto lugar a lista de candidatos a deputados do PS por Lisboa, encabeçada por António Costa.

Esta lista de candidatos a deputados, à qual a agência Lusa teve acesso, foi aprovada esta noite com 90% dos votos em reunião da Comissão Política da Federação da Área Urbana de Lisboa (FAUL) do PS – uma estrutura liderada pelo secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, Duarte Cordeiro, que, por opção pessoal, não se vai candidatar a um lugar no parlamento na próxima legislatura.

A lista, que se apresenta como rigorosamente paritária até ao 17.º lugar, é encabeçada pelo secretário-geral do PS, António Costa, tem como “número dois” a deputada Edite Estrela, figurando também em lugar cimeiro, na quarta posição, a ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva.

Após Mário Centeno, que está na quinta posição, entra em sexto lugar a ministra da Cultura, Graça Fonseca, seguindo-se em sétimo o ministro da Defesa, João Gomes Cravinho – este, uma das novidades na lista de candidatos a deputados pelos socialistas.

Do oitavo até ao 15.º lugar, entram os seguintes elementos: Maria da Luz Rosinha (deputada e membro do Secretariado Nacional do PS), Marcos Perestrello (deputado), Susana Amador (deputada), Sérgio Sousa Pinto (deputado), Fátima Fonseca (secretária de Estado da Administração Pública e uma das novidades da lista), Jorge Lacão (deputado), Ana Sofia Antunes (secretária de Estado da Inclusão) e Pedro Delgado Alves (vice-presidente da bancada socialista).

O 16.º lugar pertencerá a um nome a indicar pelo Departamento Nacional das Mulheres Socialistas, seguindo-se em 17.º Pedro Cegonho (presidente da Associação Nacional de Freguesias) e em 18.º Ricardo Leão (concelhia de Loures).

Nas eleições legislativas de 2015, em Lisboa, o PS elegeu 18 deputados, mas a meta, agora, para os socialistas, é eleger diretamente 20, até porque neste círculo serão eleitos 49 deputados em outubro próximo, mais um do que há quatro anos.

Ainda nos lugares que o PS considera de eleição direta, na 19.ª posição aparece Romualda Fernandes, do Alto Comissariado para as Migrações, também outra das novidades desta lista de candidatos.

Pela Juventude Socialista (JS), surge em 20.º lugar o economista Miguel Matos (assessor do primeiro-ministro). Na 22.ª posição está o secretário de Estado do Emprego, Miguel Cabrita, em 23.º Rita Madeira (concelhia da Amadora) e em 24.º lugar a constitucionalista e deputada Isabel Moreira.

Tal como o secretário de Estado Duarte Cordeiro, o presidente da concelhia de Lisboa do PS, Sérgio Cintra, não integra esta lista de candidatos a deputados.

As listas de candidatos a deputados por todos os círculos serão em definitivo aprovadas na terça-feira, durante uma reunião da Comissão Política Nacional do PS, que está agendada para as 21:00, na sede nacional do partido, em Lisboa.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Ferro em terceiro lugar e Centeno em quinto na lista de Lisboa do PS

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião