Maria Luís Albuquerque fora das listas do PSD, Negrão número dois por Setúbal

  • Lusa
  • 23 Julho 2019

A ex-ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque, está fora da lista de candidatos a deputados do PSD. Fernando Negrão será o numero dois por Setúbal.

A ex-ministra das Finanças Maria Luís Albuquerque está fora da lista de candidatos a deputados do PSD por Setúbal, e o líder parlamentar Fernando Negrão será segundo por este círculo, confirmaram à Lusa fontes da distrital e da direção.

Esta terça-feira à tarde realizou-se uma segunda reunião entre membros da distrital de Setúbal e representantes da Comissão Política Nacional, na qual foi confirmado que a direção iria apontar o líder parlamentar do PSD, Fernando Negrão, como ‘número dois’ por aquele círculo, nome que não tinha sido indicado pelas estruturas locais.

De acordo com fontes distritais, para o PSD/Setúbal Maria Luís Albuquerque teria de ser “pelo menos” número dois, depois de o seu nome ter sido aprovado por quase unanimidade numa reunião da distrital realizada a 26 de junho, e de o presidente do PSD, Rui Rio, ter anunciado como cabeça de lista por este círculo o vereador Nuno Carvalho.

Por essa razão, as mesmas fontes distritais consideram que a escolha de Negrão para número dois pela direção “é um afastamento” da ex-ministra das Finanças, que não aceitaria ser candidata a deputada por outro círculo.

Contactada pela Lusa, fonte da direção do PSD confirmou a indicação do líder parlamentar do PSD para segundo candidato por Setúbal e que o nome de Maria Luís Albuquerque “não consta” dos restantes nomes propostos pela distrital.

A Lusa tentou contactar a ex-ministra das Finanças, até agora sem sucesso.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Maria Luís Albuquerque fora das listas do PSD, Negrão número dois por Setúbal

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião