Euribor em mínimos anulam spreads em cada vez mais créditos

  • ECO
  • 30 Julho 2019

Com a Euribor a seis meses, a mais utilizada nos empréstimos para a casa em Portugal a afundar, quem conta com spreads até 0,3% vai deixar de pagar juros.

Quem contraiu empréstimo para a compra de casa entre 2000 e 2008 conta com spreads extremamente baixo, que chegaram a ficar muito perto de 0%. Com a queda das Euribor para “terreno” negativo, famílias com margens até 0,25% deixaram de pagar juros nestes créditos, sendo que agora essa “borla” vai chegar a ainda mais portugueses.

Com a Euribor a seis meses, a mais utilizada nos empréstimos para a casa em Portugal a afundar, quem conta com spreads até 0,3% vai deixar de pagar juros e está sujeito a receber do banco, avança o Público (acesso condicionado).

Recorde-se que o Parlamento aprovou uma lei que obriga a banca, perante taxas de juros negativas, a pagar esse diferencial negativo aos clientes dos contratos em que o cálculo resulte em juros abaixo de zero. A Deco calcula que, no primeiro ano, a banca já devolveu cerca de 1,8 milhões de euros aos clientes com empréstimos à habitação devido às taxas Euribor negativas.

A obrigatoriedade de reflexo integral da Euribor na taxa final do contrato foi uma iniciativa do Bloco de Esquerda e foi dada a possibilidade de os bancos criarem um crédito de juros, que seria utilizado quando as taxas de juro voltassem a terreno positivo. O setor optou por pagar diretamente aos clientes o valor negativo dos juros em dinheiro.

Está a fazê-lo. Vai ter de pagar mais e está a preparar-se para um período mais prolongado ainda de juros negativos, isto depois de o Banco Central Europeu ter alertado que na reunião agendada para setembro poderá ser necessário avançar novos estímulos à economia. O corte das taxas de juro está em cima da mesa.

Comentários ({{ total }})

Euribor em mínimos anulam spreads em cada vez mais créditos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião