Seguro Directo: Chatbot já vende seguros e emite carta verde

  • ECO Seguros
  • 6 Agosto 2019

Um robô inteligente substitui um assistente e permite realização de todos os passos necessários na compra de um seguro automóvel e pedido de emissão de documentos.

A Seguro Directo lançou um chatbot com inteligência artificial para funcionar como um assistente online que interage com os Clientes através de mensagens de texto automatizada. O novo sistema está disponível no website e no Facebook Messenger da marca seguradora e permite a realização de todos os passos necessários na compra de um seguro automóvel e pedido de emissão da carta verde.

Disponível 24 horas por dia e 7 dias por semana, a ferramenta faz igualmente a gestão de documentos sendo possível, nesta primeira fase, o pedido de emissão da carta verde. Para Eduardo Caria, diretor da Seguro Directo, “todas estas inovações e novas tecnologias desempenham um papel crucial na prestação de um serviço diferenciador e com valor acrescentado para o cliente”.

A Seguradora do grupo Ageas e especializada no ramo automóvel, aproveitou para lançar, em simultâneo com o chatbot, uma página de Facebook da Seguro Directo, procurando espelhar a nova imagem “direta, simples e descomplicada”. Nesta página são publicadas campanhas, produtos e conteúdos de cariz pedagógico alinhados com a mensagem “mais simples do que pensa”.

A Seguro Directo está integrada no Grupo Ageas Portugal juntamente com a Ageas Seguros, Médis e Ocidental, ocupando a segunda posição do ranking global no mercado segurador português. O chatbot já está disponível no website da seguradora.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Seguro Directo: Chatbot já vende seguros e emite carta verde

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião