Trabalhar só 12 horas por semana? Vai ser possível graças à inteligência artificial

  • ECO
  • 2 Setembro 2019

O presidente do Alibaba considera que, no futuro, as pessoas vão precisar de trabalhar apenas 12 horas por semana. Tudo graças à inteligência artificial e a uma reforma do sistema educativo.

Jack Ma, presidente do Alibaba Group, diz que a inteligência artificial vai tornar possível a redução da carga horária de trabalho. Durante a Conferência Mundial de Inteligência Artificial, em Xangai, Jack Ma afirmou que, no futuro, as pessoas vão precisar de trabalhar apenas 12 horas por semana, por exemplo, quatro horas durante três dias por semana.

Para o multimilionário esta realidade só será possível com a ajuda dos avanços tecnológicos e uma reforma do sistema educativo, tudo de forma a assegurar que “os nossos filhos possam encontrar um trabalho que apenas requeira três dias por semana, quatro horas por dia”, disse Jack Ma, citado pelo El País (acesso livre, conteúdo em espanhol).

Questionado com a possibilidade de a inteligência artificial colocar em causa os postos de trabalho das pessoas, o presidente do Alibaba descartou essa hipótese, referindo que “os computadores só têm chips” e que o conhecimento provém dos humanos. “Acredito que, graças à inteligência artificial, as pessoas terão mais tempo para desfrutar das relações humanas”, disse.

Estas declarações surgem meses depois de ser conhecido que várias empresas do setor tecnológico chinês tinham o hábito de permitir que os funcionários trabalhassem 12 horas por dia, seis dias por semana.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Trabalhar só 12 horas por semana? Vai ser possível graças à inteligência artificial

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião