IRGAwards. Estes são os nomeados para melhor CEO nas relações com os investidores

O vencedor do prémio que distingue o melhor CEO nas relações com os investidores no ano passado volta a estar na lista este ano. No total são cinco os nomeados.

Está a aproximar-se mais uma edição dos prémios Investor Relations & Governance Awards, os IRGAwards, promovidos pela Deloitte, e já são conhecidos os nomeados. Para o prémio que distingue o melhor CEO nas relações com os investidores, existem alguns nomes que já faziam parte da lista no ano passado, mas também alguns novos.

Será a 19 de setembro, no Convento do Beato, em Lisboa, que se vai conhecer quem é o vencedor deste ano. Enquanto a lista de nomeados foi elaborada por um colégio eleitoral, composto por representantes de entidades que atuam no mercado financeiro e empresarial, a decisão final recai sobre o júri, presidido por Vítor Bento.

Na edição do ano passado, o vencedor do prémio de melhor CEO em Investor Relations foi Carlos Gomes da Silva, que está ao leme da Galp Energia desde 2015. Os restantes nomeados eram António Rios de Amorim, líder da Corticeira Amorim, e Nuno Amado, o então CEO do Banco Comercial Português.

Para a 32.ª edição dos IRGAwards, realizada neste ano, o nome de Carlos Gomes da Silva volta a surgir na categoria de melhor CEO na relação com os investidores. O presidente executivo da Galp Energia entrou na empresa no início da década de 90, tendo saído durante um breve período para a indústria das bebidas, nomeadamente para a Unicer, do grupo Carlsberg. Em 2007 entrou para a Comissão Executiva da Galp Energia, tendo subido para CEO em 2015.

Carlos Gomes da Silva, CEO da Galp Energia.Paula Nunes / ECO

O presidente do Conselho de Administração da Corticeira Amorim é outra das figuras que aparece novamente na lista de nomeados. António Rios de Amorim assumiu a liderança da empresa em 2001, depois de ter integrado a direção Unidade de Negócios Rolhas em 1996. Iniciou a sua carreira profissional na Amorim – Investimentos e Participações em 1989.

António Rios de Amorim, CEO da Corticeira Amorim.

O Banco Comercial Português continua a ter um nomeado na lista, desta vez com o novo CEO. É Miguel Maya, que está na instituição financeira praticamente desde que saiu da faculdade, onde se formou em gestão. Passou por várias áreas do banco, nomeadamente pela direção de marketing de empresas, diretor geral da Nova Rede, chefe de gabinete do então presidente Carlos Santos Ferreira e vice-presidente da comissão executiva, até chegar à presidência, em 2018.

Apresentação de resultados do 1º semestre do Millennium BCP - 29JUL19
Miguel Maya, CEO do BCP.Hugo Amaral/ECO

Seguindo para novas entradas em relação ao ano passado, o grupo de nomeados inclui António Mexia, CEO da EDP. Mexia já exerceu funções enquanto Ministro das Obras Públicas, Transportes e Comunicações e foi presidente executivo da Galp Energia, cargo que exerceu até 2004. Em março de 2006 tornou-se presidente do Conselho de Administração Executivo da EDP.

Assembleia Geral da EDP - 24ABR19
António Mexia, CEO da EDPHugo Amaral/ECO

A lista fica fechada com Pedro Soares dos Santos, que está à frente da Jerónimo Martins. Começou a carreira no grupo em 1983, tendo passado por várias áreas e cargos, como Diretor Geral do Recheio. Tornou-se responsável pelas operações na Polónia e no Brasil e assumiu a responsabilidade pela área da Distribuição do grupo em Portugal, entre 2001 e 2009. No ano a seguir foi nomeado administrador-delegado e, no final de 2013 assumiu funções enquanto presidente do Conselho de Administração.

Pedro Soares dos Santos, CEO da Jerónimo Martins.Paula Nunes / ECO

Comentários ({{ total }})

IRGAwards. Estes são os nomeados para melhor CEO nas relações com os investidores

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião