“Reação em cadeia” da Fidelidade com nova exposição

  • ECO Seguros
  • 22 Setembro 2019

Na sua missão de apoio cultural, a seguradora mantém a reação em cadeia em que um artista sugere o próximo a expor na galeria de arte do Largo do Chiado, em Lisboa.

O projeto Reação em Cadeia, uma iniciativa da Fidelidade, apresenta uma nova exposição: Sol Cego, de Elisa Strinna, que está patente ao público até 3 de janeiro de 2020, no espaço Fidelidade Arte, no Largo do Chiado, em Lisboa.

O projeto tema a curadoria de Delfim Sardo e prevê que os artistas, em reflexão com o curador, convidem sucessivamente os próximos, numa reação em cadeia geradora de amplas ligações artísticas.

A exposição de Elisa Strinna marca a primeira presença da artista em Portugal. Com um trabalho que atravessa diferentes suportes e procedimentos, desde a escultura, performance ou vídeo, ao trabalho sonoro, Strinna tem vindo a desenvolver diferentes abordagens às questões de circulação de informação e de energia, procurando compreender as redes invisíveis de organização do mundo.

Na instalação que concebeu especificamente para este projeto, a artista partiu do trabalho que desenvolveu e produziu durante um ano, no contexto de uma residência artística (2018/2019) na Jan van Eyck Academie, em Maastricht, tendo agora expandido o seu âmbito. O ponto de partida da sua pesquisa foram as redes de cabos subaquáticos que atravessam o oceano e transportam informação.

Comentários ({{ total }})

“Reação em cadeia” da Fidelidade com nova exposição

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião