Grupo Ageas Portugal já prepara 2030

O consumidor está a mudar e a um ritmo acelerado. Para o acompanhar, a Ageas Portugal quer colorir um mercado “cinzento” e encontrou nas artes um território criativo.

A cultura e a arte foram assumidas como eixo estratégico de posicionamento do Grupo Ageas Portugal, juntando objetivos de notoriedade a um contributo para o desenvolvimento da sociedade. Faz também parte da estratégia para se tornar uma Love Brand dos portugueses.

Entre as parcerias está a Escola de Belas Artes (para desafiar jovens talentos a expor no espaço Cultura Ageas); a Casa da Música com o prémio Novos Talentos; a presença em eventos como o Festival das Artes de Coimbra ou o Festival de Marvão, o naming do Coliseu do Porto Ageas, uma parceria de três anos com o Teatro Nacional D. Maria II passando a dar também o naming ao Salão Nobre Ageas.

Estratégia que está a trabalhar o fator emocional e de experiência, mas também de proximidade, numa altura em que o grupo está já a pensar nos desafios no setor dos seguros para 2030 e em fase de mudança de sede, em Lisboa e no Porto, para responder aos desafios que também se colocam no local de trabalho, como a flexibilidade e a sustentabilidade.

Em entrevista, Inês Simões, diretora de marca e comunicação corporativa do Grupo Ageas Portugal explica como a marca está a colorir um setor tradicionalmente cinzento.

 

Comentários ({{ total }})

Grupo Ageas Portugal já prepara 2030

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião