Boeing quer recuperar confiança do público e retomar voos do 737 Max

  • Lusa
  • 16 Novembro 2019

Depois de os acidentes com os 737 Max, o presidente e CEO da Boeing Commercial Airplanes, garante que o objetivo número um da empresa é obter a confiança dos reguladores dos EUA.

Um alto executivo da Boeing afirmou este sábado que a companhia pretende reconquistar a confiança dos clientes, estando a trabalhar para que os jatos 737 Max voltem a operar após os acidentes aéreos que causaram mais de 300 mortos.

Depois de os acidentes com os 737 Max terem causado 346 mortos, Stan Deal, presidente e CEO da Boeing Commercial Airplanes, garante que o objetivo número um da empresa é obter a confiança dos reguladores norte-americanos e voltar a operar com segurança o respetivo avião.

Falando aos jornalistas no Dubai, uma das maiores plataformas da aviação mundial, Stan Deal vincou que a empresa quer “restaurar a confiança dos clientes e do público em voar na Boeing”, designadamente no 737 Max.

Entretanto, documentos internos da Boeing revelaram que os funcionários da empresa haviam manifestado preocupações sobre o design de um sistema de controlo de voo que terá estado na origem dos acidentes e com o ritmo acelerado da produção de aviões.

O Boeing 737 MAX foi suspenso em março de 2019, depois de dois acidentes que causaram a morte de 346 pessoas, além de apresentar diversos outros problemas técnicos.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Boeing quer recuperar confiança do público e retomar voos do 737 Max

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião