Fórmula 1 no Brasil foi segura por 100 milhões de dólares

  • ECO Seguros
  • 20 Novembro 2019

A Tokio Marine garantiu os 100 milhões de dólares de cobertura ao grande prémio, com Dulce Thompson como uma das corretoras e resseguro pela IRB Brasil, a britânica XL Catlin e a alemã HDI Global.

A Tokio Marine, subsidiária da seguradora japonesa com o mesmo nome, foi escolhida para ser a seguradora oficial do grande prémio de Fórmula Um que se realizou no passado fim-de-semana em São Paulo.

Segundo o jornal Valor Econômico, a organização da Fórmula Um contratou por 100 milhões de dólares a cobertura de riscos relacionados com a realização, infraestrutura, alimentação e segurança das mais de 150 mil pessoas estiveram no Autódromo de Interlagos.

O jornal acrescenta que o contrato teve como principal contratante a International Publicity (Interpub), organizadora do evento. O resseguro foi partilhado entre IRB Brasil Re, XL Catlin Group (Reino Unido) e HDI Global (Alemanha).

Em outro texto, a jornalista Roseli Loturco conta que Dulce Thompson, corretora de seguros de entretenimento da empresa que leva o seu nome, é uma das brokers que estão envolvidas no milionário processo de seguros da Fórmula 1.

Neste tipo de contrato o cancelamento da prova, por qualquer motivo, com todas as suas consequências em diversas frentes, é apontado como o maior risco para os seguradores.

A Tokio Marine Seguradora é subsidiária da Tokio Marine Holdings, fundada em 1879, no Japão. Tem operações em 38 países e está no Brasil desde 1959.

Comentários ({{ total }})

Fórmula 1 no Brasil foi segura por 100 milhões de dólares

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião