CA Vida desiste do ramo acidentes e doença

  • ECO Seguros
  • 28 Novembro 2019

A CA Vida pediu a revogação da autorização da ASF para explorar o ramo de acidentes e doença, restando a empresa irmã CA Seguros a desenvolver negócio neste segmento onde detém 2,2% do mercado.

A ASF – Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões revogou a autorização concedida à Crédito Agrícola Vida para explorar o ramo de acidentes e doença e que tinha sido concedida em março de 2018.

Foi a própria seguradora que solicitou essa revogação, nunca tendo chegado a explorar este ramo.

No entanto, a CA Seguros, companhia da mesma holding CA Seguros & Pensões para os ramos Não Vida, todas do grupo Crédito Agrícola, mantém a exploração do ramo em que detém uma quota de 2,2% do segmento em 2018, num valor de prémios emitidos de 38,5 milhões de euros, sendo a 11ª maior seguradora a atuar no ramo em Portugal.

O ramo acidentes e doença inclui seguros de acidentes pessoais, acidentes de trabalho e acidentes de pessoas transportadas, tendo atingido no ano passado um volume total de prémios no valor de cerca de 1,8 mil milhões de euros. Fidelidade, Seguradoras Unidas e Ocidental (Ageas) dominam mais de 50% deste segmento onde operam mais de 30 seguradoras.

Comentários ({{ total }})

CA Vida desiste do ramo acidentes e doença

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião