CNP Assurance adere à Aliança Net-Zero em defesa do clima

  • ECO Seguros
  • 2 Dezembro 2019

A estatal francesa junta-se à Swiss Re, Aviva, Allianz, AXA, Nordea e Zurich alinhando com as metas do Acordo de Paris para ataque ao aquecimento global.

A CNP Assurances, seguradora de referência participada pelo Estado francês, acaba de aderir à Net-Zero Asset Owner Alliance, reforçando o compromisso com a neutralidade carbónica da sua carteira de investimentos até 2050.

Visando prosseguir os objetivos de transição ambiental e redução das emissões líquidas de gases com efeito-de-estufa em linha com as metas do designado Acordo de Paris, a Net-Zero Asset Owner Alliance foi lançada no quadro da última cimeira das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas, realizada no passado mês de setembro, em Nova Iorque.

No entanto, a CNP tinha já em desenvolvimento uma estratégia própria contra o aquecimento global, definindo metas específicas para tornar a sua carteira de investimentos mais “verde”.

A recém-criada Aliança Net-Zero desafia os seus membros a contribuírem para o esforço de descarbonização da economia global e o combate às alterações climáticas. Neste quadro, a meta assumida por cada instituição aderente é a neutralidade carbónica de todos investimentos em 2050.

As seguradoras CNP Assurances, SwissRe, Aviva, Allianz, AXA, Nordea e Zurich estão entre os membros atuais da Aliança.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

CNP Assurance adere à Aliança Net-Zero em defesa do clima

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião