Presidente da Sonangol diz que participações na Galp e BCP são “investimentos estratégicos”

  • ECO
  • 16 Dezembro 2019

O líder da petrolífera angolana adianta que a Sonangol "não tem motivos para sair da Galp" e refere que, tal como a participação no BCP, trata-se de um "investimento estratégico".

O presidente da Sonangol, Sebastião Gaspar Martins, voltou a revelar a intenção da petrolífera angolana permanecer como acionista do BCP e da Galp, por considerar que se trata de “investimentos estratégicos”. Além disso, sobre o alegado mal-estar entre Isabel do Santos — que é parceira da Sonangol na Galp –, e o Governo, o líder garante que “as relações empresariais não se alteram por motivos que não sejam empresariais”.

Em entrevista ao Jornal de Negócios (acesso condicionado), o gestor afirma que apesar de a participação no Millennium BCP não fazer parte do “core bussiness” da Sonangol, a petrolífera tem “um contacto permanente com o BCP“, adiantando que se trata de um “investimento estratégico”.

Relativamente à participação na Galp, Sebastião Gaspar Martins afirma que a petrolífera “não tem motivos para sair da Galp“, uma vez que a energética apresenta “bons resultados, está muito bem cotada e representa um ativo na carteira de participações e de investimentos que a Sonangol possui“. O líder da petrolífera angolana sublinha também que a Galp “faz parte do mesmo negócio”, sendo por isso uma “parceria estratégica e benéfica para o desenvolvimento da petrolífera estatal angolana”.

Questionado se a Sonangol se iria manter ligada à empresária angolana Isabel dos Santos através da holding Esperanza, o gestor assinala que a empresa “não tem relações nem com pessoas nem empresários a título individual”, mas “com empresas”, justificando que desde que as relações sejam benéficas para a empresa, continuam. “Assim, até decisão diversa, as relações empresariais não se alteram por motivos que não sejam empresariais“, conclui.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Presidente da Sonangol diz que participações na Galp e BCP são “investimentos estratégicos”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião