OE 2020 quer isentar de selo seguro crédito à exportação

  • ECO Seguros
  • 17 Dezembro 2019

“criação de isenções de Imposto do Selo” sobre os prémios e comissões relativos a apólices de seguros de crédito à exportação, independentemente de terem garantia do Estado está proposto no OE.

A isenção de imposto de selo sobre os seguros de crédito à exportação insere-se na intenção de estudar novos modelos de incentivos à internacionalização das empresas portuguesas, através da criação de “novos benefícios fiscais”.

As empresas exportadoras fazem seguros de crédito para proteger os bens que enviam para o estrangeiro. Sempre que têm de pagar os prémios dos seguro, pagam também um Imposto de Selo. É deste encargo que o Governo isentar as empresas.

O Imposto de Selo é dos que as empresas portuguesas mais se queixam — nomeadamente quanto às sobreposições — nos inquéritos sobre mudanças fiscais.

Mais desenvolvimentos aqui .

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

OE 2020 quer isentar de selo seguro crédito à exportação

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião