Medicare alarga serviços e aposta em video-consultas

  • ECO Seguros
  • 14 Janeiro 2020

A Medicare, empresa não seguradora que comercializa planos de saúde, alargou os serviços do seu principal produto.

O novo produto da Medicare, denominado Platinum Mais Vida, mantém as especificações dos anteriores planos de saúde, acrescentando serviços de vídeo-consulta e uma cobertura de acidentes pessoais.

Deste modo, para além de cobertura de acidentes pessoais, proteção em caso de Hospitalização ou Morte decorrentes de um acidente pessoal, os subscritores deste novo Plano passam a ter acesso a um médico e respetiva prescrição eletrónica médica (PEM) através de uma vídeo-consulta, acessível através do computador, tablet ou telemóvel.

David Legrant, CEO Medicare, afirma que “este novo plano de saúde é o mais abrangente que criámos e oferece soluções integradas de saúde, quer para que as pessoas possam ter uma vida saudável, quer para poderem aceder a serviços de saúde em condições ímpares no contexto da sociedade portuguesa e da evolução a nível tecnológico”.

A Medicare afirma-se como pioneira na introdução do conceito Managed Care, tornando os serviços de saúde acessíveis à população em geral. Tem mais de 17.500 parceiros de cuidados médicos a que todos os clientes têm acesso, incluindo unidades hospitalares, clínicas, centros de diagnóstico e médicos especialistas. Tem igualmente serviços ao nível do bem-estar, incluindo óticas, centros de estética, spas, consultas de nutrição ou terapia da fala.

A Medicare tem realizado repetidas campanhas de promoção em televisão, incluindo o patrocínio ao programa matinal de Cristina Ferreira, difundido pela SIC.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Medicare alarga serviços e aposta em video-consultas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião