S&P com reservas sobre compras das 3 AXAs do leste pela UNIQA

  • ECO Seguros
  • 12 Fevereiro 2020

A compra pela UNIQA das operações da AXA na Polónia, República Checa e Eslováquia, pode enfraquecer as finanças do grupo austríaco. A agência de rating S&P colocou as notas A e A- em observação.

A agência de rating Standard & Poors, colocou em observação, com implicações negativas, o rating A como emissor de longo prazo às principais subsidiárias do grupo austríaco UNIQA, as empresas UNIQA Österreich Versicherungen e UNIQA Re.

Ao mesmo tempo a S&P fez uma revisão das implicações na nota A- na holding UNIQA Insurance Group (UIG) e na sua dívida junior subordinada.

A UNIQA foi colocada em observação após a o anúncio do plano do grupo UNIQA em comprar as seguradoras da grupo AXA na Polónia, República Checa e Eslováquia por um valor de cerca de mil milhões de euros, usando cash e títulos de dívida. Esta transação vai adicionar 800 milhões de euros em prémios aos atuais 1,4 mil milhões gerados na Europa central e de leste, tornando o grupo austríaco um dos cinco maiores da região.

No entanto para a S&P Global Ratings, esta operação levanta algumas dúvidas e suscita reservas:

  • No curto prazo esta aquisição pode exigir mais capital, potencialmente enfraquecendo a estrutura de capitais segundo Solvência II;
  • A proposta de cash e dívida proposta vai enfraquecer a capacidade de endividamento do grupo;
  • As sinergias, a capacidade de gerar lucros e a potencial mudança de futura política de dividendos, terão impactos ainda por determinar.

A S&P espera retirar o UNIQA de observação ainda este ano, quando obtiver maior visibilidade quanto ao impacto financeiro desta compra no grupo UNIQA. O grupo vai apresentar informação mais detalhada sobre o negócio também ainda este ano.

Comentários ({{ total }})

S&P com reservas sobre compras das 3 AXAs do leste pela UNIQA

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião