AON e Allianz (AGCS) vão segurar reputação de empresas portuguesas

  • ECO Seguros
  • 13 Fevereiro 2020

Chegou a Portugal o Reputation Protect Plus, produto lançado em parceria pela AGCS e pela AON para responder a danos reputacionais que afetem empresas a operar em Portugal.

A Aon e a Allianz Global Corporate & Specialty anunciaram o lançamento em Portugal de uma apólice de seguro que protege a reputação das empresas em situações de crise. O Reputation Protect Plus já havia sido lançado na Alemanha, Espanha, França e Itália e chega agora a Portugal através de uma parceria que oferece serviços de gestão, indemnização e recuperação de crises reputacionais.

As coberturas do Reputation Protect Plus oferecem um “apoio tangível para um risco intangível”, afirma a AON. Incluem o pagamento dos custos com serviços de gestão de crise, com o investimento na reconstrução de imagem, indemnização pelas perdas dos prejuízos sofridos pelos danos reputacionais e acesso a serviços especializados como media monitoring e consultoria de comunicação por parte de agências especializadas. Estas avaliam os danos e identificam medidas corretivas ou de recuperação imediata. Entre as medidas abrangidas incluem-se, por exemplo, o estabelecimento de call centers, campanhas de comunicação ou publicidade global e estudos de mercado.

Os incidentes com impacto na reputação das empresas podem surgir de várias frentes e as perdas deles decorrentes podem destruir a competitividade das empresas e minar a sua credibilidade. Disputas políticas comerciais, ações regulatórias agressivas, recalls, desastres naturais devastadores, ataques cibernéticos de grande alcance e escândalos corporativos estão a contribuir para o surgimento de novas ameaças que podem comprometer a reputação das empresas.

“Um incidente reputacional pode fazer diminuir o valor da sua marca e da Empresa de forma irrecuperável”, diz João Mendonça, Chief Commercial Officer da Aon Portugal, acrescentando que “apesar da maioria das empresas estar ciente das ameaças, admitir que existe é diferente de encará-la da forma mais apropriada”.

Segundo a Allianz, estima-se que quase um quarto do valor de uma empresa esteja alicerçado na sua marca e que estas podem perder cerca de 30% do seu valor patrimonial no ano seguinte a uma crise de reputação.

Guiliano Maisto, Head of Financial Lines Espanha e Portugal da Allianz Global refere que “nenhuma organização é demasiado pequena ou grande para ser afetada por uma crise, sublinhando que a situação é ainda mais alarmante porque “na era das redes sociais e das fake news, a perceção é a realidade e a reputação pode ser destruída em poucas horas com efeitos imediatos na sustentabilidade de uma empresa”.

No âmbito desta nova apólice, a Aon, através da sua equipa de Gestão de Risco Reputacional, e a Allianz Global Corporate & Specialty, irão trabalhar em parceria na oferta destas coberturas às empresas portuguesas.

Comentários ({{ total }})

AON e Allianz (AGCS) vão segurar reputação de empresas portuguesas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião