BRANDS' ECO PT Empresas agora é Altice Empresas

  • BRANDS' ECO
  • 14 Fevereiro 2020

A Altice Empresas oferece soluções tecnológicas inovadoras que potenciam o crescimento e a competitividade das empresas (independentemente da sua dimensão ou localização geográfica).

Esta operação de rebranding pretende assinalar uma mudança estratégica como marca “mais internacional”, acompanhando a evolução do tecido empresarial português, cada vez mais global, “numa investida com a clara ambição de liderar e inspirar”, refere.

A PT Empresas está ligada à história empresarial de Portugal, feita de inovação, e que muito tem contribuído para construir um país mais competitivo.

O segmento empresarial da Altice Portugal alinha assim a sua nova marca com a ambição das empresas portuguesas e de um grupo global, com a assinatura “Altice Empresas. Empresas que mudam o mundo.”

Que soluções tecnológicas apresenta?

A Altice Empresas concretiza-se com uma enorme diversidade de soluções tecnológicas que pretendem contribuir para o sucesso das empresas, qualquer que seja o seu setor de atividade. Destacam-se:

Segurança

Em 2020, o volume de dados produzidos em todo o mundo será superior à quantidade criada nos últimos 30 anos e, dizem os especialistas, as empresas que conseguirem interpretá-los e transformá-los em informação e conhecimento verdadeiramente útil terão enormes vantagens competitivas. É, por isso, essencial garantir a segurança dos dados e as aplicações de cada negócio, seja de que área for.

Altice Empresas disponibiliza serviços de monitorização, deteção e resposta rápida no caso de incidentes de segurança, contando com equipas disponíveis 24×7 e tecnologia moderna.

Cloud

Sabia que uma em cada três empresas com menos de 500 colaboradores irá adotar soluções cloud até 2021 (dados do IDC FutureScape)? Este é um serviço com inúmeras vantagens para as pequenas, médias e grandes empresas, já que permite maior flexibilidade, poupança de recursos, acesso contínuo aos dados armazenados e maior segurança em caso de perda de dados.

Antes de migrar para a cloud, conheça os diferentes serviços disponíveis em Altice Empresas e escolha o mais adequado à estrutura do seu negócio.

Data Center

Nem todas as empresas vivem da tecnologia, mas a verdade é que todas estão dependentes das Tecnologias de Informação para operar o seu negócio. Para conseguirem crescer e acompanhar a evolução tecnológica sem fazer um grande investimento, os data centers são uma solução muito vantajosa.

Altice Empresas conta com um dos maiores Data Center da Europa, com elevado nível de segurança e disponibilidade de serviços. Estes centros estão em constante atualização e oferecerem a tecnologia mais recente.

Fibra

De acordo com a ANACOM, a fibra ótica foi a principal forma de acesso à Internet em banda larga fixa no final do primeiro semestre de 2019, com quase dois milhões de acessos. E foi a que mais contribuiu para o número de acessos, com uma subida de 20,9% (mais 322 mil acessos).

A fibra ótica é e continuará a ser, portanto, a forma mais rápida e eficaz de enviar informação. Altice Empresas conta com mais de 5.000.000 km de fibra ótica em Portugal, com garantias de grande velocidade e cobertura de comunicação.

Internet of Things (IoT)

Se este é um termo que ainda não domina, então está na altura, porque não vai sair do nosso vocabulário tão cedo. A Internet of Things (IoT) já é uma realidade e está presente na rua, nas nossas casas, nas fábricas

As coisas que nos rodeiam estão a ficar cada vez mais inteligentes, dos carros aos eletrodomésticos. Esta inovação também se reflete na otimização de negócios. As palavras-chaves são conetividade e automação.

Altice Empresas disponibiliza soluções IoT em diferentes áreas, como mobilidade, ambiente e energia, ajudando as empresas a diferenciarem-se.

Mobilidade

Trabalhar remotamente é apontada como uma das grandes tendências do futuro do trabalho. As empresas terão de se adaptar e, às palavras eficiência, produtividade e competitividade, têm agora de juntar também flexibilidade.

Mas para que a colaboração remota funcione e seja vantajosa para a empresa, o negócio e os trabalhadores, é necessário investir em ferramentas que acompanhem esta dinâmica.

Os dispositivos móveis vieram facilitar a mobilidade de trabalhar em casa como se estivéssemos no escritório. Mas não é tudo. Altice Empresas disponibiliza tecnologia, soluções e equipamentos que permitem trabalhar em mobilidade e em segurança a partir de qualquer lado.

O ECO recusou os subsídios do Estado. Contribua e apoie o jornalismo económico independente

O ECO decidiu rejeitar o apoio público do Estado aos media, porque discorda do modelo de subsidiação seguido, mesmo tendo em conta que servirá para pagar antecipadamente publicidade do Estado. Pelo modelo, e não pelo valor em causa, cerca de 19 mil euros. O ECO propôs outros caminhos, nunca aceitou o modelo proposto e rejeitou-o formalmente no dia seguinte à publicação do diploma que formalizou o apoio em Diário da República. Quando um Governo financia um jornal, é a independência jornalística que fica ameaçada.

Admitimos o apoio do Estado aos media em situações excecionais como a que vivemos, mas com modelos de incentivo que transfiram para o mercado, para os leitores e para os investidores comerciais ou de capital a decisão sobre que meios devem ser apoiados. A escolha seria deles, em função das suas preferências.

A nossa decisão é de princípio. Estamos apenas a ser coerentes com o nosso Manifesto Editorial, e com os nossos leitores. Somos jornalistas e continuaremos a fazer o nosso trabalho, de forma independente, a escrutinar o governo, este ou outro qualquer, e os poderes políticos e económicos. A questionar todos os dias, e nestes dias mais do que nunca, a ação governativa e a ação da oposição, as decisões de empresas e de sindicatos, o plano de recuperação da economia ou os atrasos nos pagamentos do lay-off ou das linhas de crédito, porque as perguntas nunca foram tão importantes como são agora. Porque vamos viver uma recessão sem precedentes, com consequências económicas e sociais profundas, porque os períodos de emergência são terreno fértil para abusos de quem tem o poder.

Queremos, por isso, depender apenas de si, caro leitor. E é por isso que o desafio a contribuir. Já sabe que o ECO não aceita subsídios públicos, mas não estamos imunes a uma situação de crise que se reflete na nossa receita. Por isso, o seu contributo é mais relevante neste momento.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

PT Empresas agora é Altice Empresas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião