Fidelidade ganha 209 milhões. Obteve 60% dos lucros de todo o setor

  • ECO Seguros
  • 19 Fevereiro 2020

A volumosa perda de quota de mercado tem o inverso nos lucros. Mais de 60% dos 346 milhões de euros de resultados líquidos de todo o setor em 2019 foram realizados pelo grupo segurador.

A Fidelidade obteve resultados líquidos cerca de 209 milhões de euros em 2019, o que significa 60% dos lucros de todo o setor segurador, soube ECOseguros.

Embora continue líder de mercado, com 3,35 mil milhões de prémios emitidos correspondendo a 26,9% da produção total do setor em 2019, a Fidelidade registou uma quebra para quase metade na produção no ramo Vida, que não foi compensada por um crescimento em Não Vida, apesar da subida nestes ramos ter sido de 9,5%.

A quota de mercado total baixou para 26,9%, e em Vida para 23,6%, mas em Não Vida a sua quota aumentou para 26,7%. No conjunto a Fidelidade baixou a sua quota de mercado de 35,7% em 2018 para 26,9% em 2019.

A Fidelidade já havia afirmado que a baixa de produção se deveu à deliberada desaceleração na venda dos produtos financeiros, designadamente os PPR com rendimento garantido, pelo que estes resultados positivos podem ser atribuíveis a uma política comercial mais dirigida à rentabilidade que ao volume.

Com 209 milhões de euros de resultado líquido no ano passado, seguradora reduziu o valor de 2018 em que atingiu 280 milhões de euros, aproximando-se do valor de 219,5 milhões de euros obtido em 2017.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Fidelidade ganha 209 milhões. Obteve 60% dos lucros de todo o setor

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião