CIP cancela evento de tomada de posse dos novos órgãos sociais por causa do vírus

  • ECO
  • 5 Março 2020

O evento de tomada de posse dos novos órgãos sociais da Confederação Empresarial de Portugal estava previsto para o dia 12 de março, mas foi cancelado devido ao surto do coronavírus.

A CIP – Confederação Empresarial de Portugal cancelou a tomada de posse dos novos órgãos sociais devido ao coronavírus. O evento estava marcado para o próximo dia 12.

“No respeito pelas regras de prudência, atempadamente comunicadas pela Direção-Geral de Saúde, em sequência do surto de doença coronavírus (Covid-19), para a realização de eventos públicos, a CIP – Confederação Empresarial de Portugal procede ao cancelamento do evento de tomada de posse dos novos órgãos sociais para o triénio 2020-2022, inicialmente agendado para dia 12 de março”, refere a CIP.

O evento ia ter lugar na Nova SBE, em Carcavelos, mas acabou por ser cancelado.

António Saraiva foi eleito para um novo mandato à frente da entidade até 2022 – lidera a CIP desde janeiro de 2011. Para se recandidatar, a CIP teve de rever os seus estatutos. Nesta eleição foram contabilizados 585 votos, correspondentes a uma participação de 87% dos associados.

“A lista única presente a votação foi eleita com a maior participação de sempre dos associados da CIP, consolidando assim o projeto da atual direção, e renovando a confiança na liderança e no projeto para edificar uma entidade cada vez mais representativa das empresas e dos empresários nacionais”, diz a CIP em comunicado.

Os órgãos sociais da CIP são compostos pela direção, liderada por António Saraiva, Mesa da Assembleia Geral e Conselho Geral, ambos presididos por Salvador de Mello, e pelo Conselho Fiscal, encabeçado por Bruno Bobone.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

CIP cancela evento de tomada de posse dos novos órgãos sociais por causa do vírus

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião