Contratação de Rúben Amorim por dez milhões “não aumenta um cêntimo orçamento do Sporting”, diz Varandas

Frederico Varandas, em conferência de imprensa, justifica os dez milhões de euros que o Sporting pagou para contratar um novo treinador.

O Sporting confirmou esta quinta-feira à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) a contratação do treinador Rúben Amorim e ainda dos técnicos Adélio Cândido e Carlos Fernandes.

A SAD leonina vai pagar dez milhões ao Sp. Braga em duas prestações de cinco milhões a serem liquidadas este mês e em setembro.

Numa conferência de imprensa, transmita pela RTP3, o presidente do clube veio justificar a verba envolvida, a mais alta de sempre paga por um clube português para contratar um treinador de futebol (a terceira mais cara no futebol mundial).

Para Varandas, esta contratação “jamais compromete as finanças do clube”. E acrescenta que o Orçamento da SAD do Sporting para a época de 2020/2021 “foi decidido há meses” e Rúben Amorim “não aumenta um cêntimo” o valor desse orçamento.

Então quem paga? Segundo explicou o presidente da SAD, o que acontece é que “haverá uma mudança na alocação das verbas desse orçamento”, sem, no entanto, especificar as rubricas de onde vêm os dez milhões de euros.

Afirmou ainda que Rúben Amorim é o “treinador certo para valorizar um plantel”, acrescentando que um bom treinador pode valorizar em 20 a 30 milhões de euros um plantel de futebol numa única época.

“O que é caro às vezes sai barato e o que é barato às vezes pode sair caro”, rematou Varandas.

As ações do Sporting em bolsa estão a valer 0,785 euros.

São dois comunicados partilhados na CMVM em que as SAD de Sporting e Sp. Braga oficializam a transferência de Rúben Amorim para Alvalade.

No comunicado da turma arsenalista, descreve-se como a operação será realizada: o Sporting paga os dez milhões relativos à cláusula de rescisão de Rúben Amorim em duas prestações de cinco milhões cada uma, sendo a primeira prestação paga até ao dia 6 de março e a segunda até ao 5 de setembro. Adicionalmente, os leões vão pagar juros de mora de 6% até ao pagamento da segunda prestação, fixando-se desde já o montante de 155 mil euros. A SAD verde e branca comprometeu-se a pagar o IVA relativo ao negócio até final deste mês.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Contratação de Rúben Amorim por dez milhões “não aumenta um cêntimo orçamento do Sporting”, diz Varandas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião