Pandemia na city: Presidente da seguradora Aviva lidera task-force

  • ECO Seguros
  • 15 Abril 2020

Um movimento colaborativo reunindo mais de 40 líderes vai trabalhar gratuitamente na procura de soluções para recapitalizar empresas mais atingidas pela pandemia no centro financeiro de Londres.

Além de Adrian Montague, presidente da Aviva Plc, que irá liderar a nova task- force, mais de 40 líderes da city (acrónimo que identifica o centro financeiro londrino) foram contactados para se associarem à iniciativa numa base pro-bono, adiantou a edição de domingo do jornal The Telegraph.

A nova entidade – com a marca The Recapitalisation Group – está a ser formada pela TheCityUK, instituída em setembro de 2019, é um órgão associativo privado, tendo o chairman da Aviva como líder da campanha.

A Montague, e a uma série de personalidades proeminentes das áreas de gestão de ativos, bancos e sociedades de advogados, é lançado o desafio de encontrar soluções para a pressão financeira que muitas empresas britânicas estão a enfrentar em resultado da pandemia covid-19.

Uma das tarefas cometidas à task-force que irá trabalhar sem qualquer retribuição será a análise da subscrição de direitos e ou venda de capital acionista de empresas em dificuldades. De acordo com The Sunday Telegraph, a comissão, que beneficiará de impulso mais forte depois da pausa de Páscoa, reunirá representantes de diferentes setores empresariais, com 10 executivos veteranos selecionados para liderar o esforço de colaboração.

Sir Adrian Montague deverá abandonar o seu cargo de presidente da Aviva no final deste ano, tendo já desempenhado interina e cumulativamente o cargo de presidente executivo da seguradora no ano passado.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Pandemia na city: Presidente da seguradora Aviva lidera task-force

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião