Covid-19: PS propõe prolongar resgate de PPR até setembro

  • Lusa e ECO Seguros
  • 19 Maio 2020

O partido que apoia o Governo quer que o resgate extraordinário de PPR, previsto terminar em breve, possa acontecer até final do mês de setembro para participantes com dificuldades económicas.

O PS entregou no parlamento um projeto-lei que prolonga até 30 de setembro a garantia a serviços essenciais e regras especiais de resgate de Planos de Poupança Reforma, medidas de resposta à Covid-19 que terminariam em breve.

O diploma do PS visa alterar a proposta de lei do Governo, prolongando os prazos de algumas das medidas de apoios às famílias decretadas durante o estado de emergência.

“Apesar da retoma da economia, muitas dessas medidas são ainda necessárias, sobretudo porque se destinam a agregados com reduções de rendimentos nos últimos meses“, justificam os socialistas na exposição de motivos do diploma.

Entre outras medidas, o PS quer alterar os prazos do artigo relativo às regras especiais de resgate dos Plano de Poupança Reforma (PPR), para passarem a ser válidas até 30 de setembro deste ano e não apenas “enquanto vigorar o estado de emergência”, como determinava a atual lei.

De acordo com o projeto-lei, a sugestão do PS preconiza que o valor do PPR pode ser reembolsado até ao limite mensal do indexante dos apoios sociais, pelos participantes desses planos e desde que um dos membros do seu agregado familiar esteja em situação de isolamento profilático ou de doença ou prestem assistência a filhos ou netos ou esteja em situação de lay-off, desemprego ou cessação de atividade.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Covid-19: PS propõe prolongar resgate de PPR até setembro

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião