Conserveira de Peniche deteta caso de Covid-19. Manda 200 trabalhadores para casa

  • Lusa
  • 27 Maio 2020

A indústria de conservas ESIP, a maior empregadora de Peniche, soube de um trabalhador que foi diagnosticado com Covid-19 e decidiu enviar para casa 200 trabalhadores, para evitar o contágio.

A indústria de conservas ESIP de Peniche, no distrito de Leiria, mandou para quarentena em casa duas centenas de trabalhadores, depois de um profissional ter sido diagnosticado com Covid-19.

Contactada a fábrica de conservas de peixe, o diretor Ricardo Luzio remeteu para um comunicado divulgado no site da multinacional tailandesa Thai Union, a que pertence a conserveira European Seafood Investiment Portugal (ESIP).

Na segunda-feira, a empresa “recebeu a confirmação de que um trabalhador testou positivo ao Covid-19”, depois de na quarta-feira passada ter apresentado sintomas. O operário encontra-se em casa em isolamento profilático e “não apresenta sintomas graves ou corre perigo de vida”, acrescenta.

Em resultado, a conserveira, o maior empregador do concelho de Peniche, “enviou para casa cerca de 200 trabalhadores que contactaram com o funcionário” infetado, como medida de precaução. Esses trabalhadores “não apresentam sintomas” e estão em quarentena em casa à espera de serem testados.

No comunicado, a empresa esclarece que está a trabalhar com as autoridades locais de saúde em “medidas para garantir que o Covid-19 não se espalhe entre os operários da fábrica”, entre as quais a desinfeção de áreas. Dentro do seu plano de contingência, a conserveira já tinha adotado a medição de temperatura à entrada de cada turno, o uso de equipamentos de proteção individual, a higienização regular das mãos e o reforço da limpeza.m Wuhan, uma cidade do centro da China.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Conserveira de Peniche deteta caso de Covid-19. Manda 200 trabalhadores para casa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião