Rita Almeida é a nova diretora de Vendas e Distribuição da Zurich

  • ECO Seguros
  • 4 Junho 2020

A gestora vai ser responsável pela rede de mediação, corretagem e parcerias bancárias do Zurich Portugal, e explica como está preparada para uma nova era comercial pós Covid-19.

Rita Almeida está na Zurich Portugal há 18 anos e foi agora nomeada diretora de Vendas e Distribuição, passando a assumir a liderança de todos os canais de distribuição: rede de mediação, corretagem e parcerias bancárias. Antes foi gestora de comunicação interna, passou pela direção de Marketing & Comunicação e, desde 2011, era responsável pela gestão e dinamização da equipa comercial dedicada aos mais de 2.500 Agentes de Seguros. Licenciada em Comunicação Social e pós-graduada na Universidade Católica, tem também assumido várias interações de caráter internacional no Grupo Zurich. Considera que este momento para assumir este novo cargo na Zurich não podia ser mais desafiante”.

Rita Almeida: ” Queremos experiências digitais práticas e seguras, com uma venda personalizada através do aconselhamento profissionalizado”.

Quais os maiores desafios comerciais na fase pós-Covid-19?

Temos muitos desafios e oportunidades comerciais pós-Covid-19. O mundo mudou. De um dia para o outro vimos as famílias e empresas confinadas nas suas casas, mas a nossa vida não parou. A tecnologia aproximou-nos ao trabalho, aos amigos, à família e deu-nos acesso ao mundo exterior.

O que desde já vai mudar?

O mundo pós-Covid-19 será um mundo inspirado na simplificação: desde o processo de subscrição de seguros à gestão de sinistros. Mais do que nunca, o consumidor está muito consciente das incertezas do futuro e dos riscos sobre a proteção da sua família ou dos seus negócios e é aqui que surge a oportunidade de evidenciarmos a nossa missão de proteger os nossos clientes hoje e no futuro. Fazer um verdadeiro acompanhamento das necessidades e aconselhamento de soluções de proteção familiar ou empresarial é o grande desafio para a mediação profissional.

Que novidades vão aparecer?

O consumidor começa a criar hábitos ao poder gerir a sua vida a partir de casa e vai querer ter acesso a funcionalidades que sejam convenientes para si. E o momento não poderia ser mais oportuno para a Zurich lançar, em breve, o portal digital para o cliente. Mais uma vez, a tecnologia ao serviço da qualidade de serviço ao cliente. Queremos acompanhar as necessidades dos nossos clientes e com a ajuda dos nossos parceiros de negócio conseguiremos, de forma transparente, dar acesso a uma aplicação que vai ajudar o cliente a acompanhar os seus seguros. Queremos experiências digitais práticas e seguras, com uma venda personalizada através do aconselhamento profissionalizado. Vivemos momentos de grandes desafios e oportunidades.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Rita Almeida é a nova diretora de Vendas e Distribuição da Zurich

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião