Espanhóis criam sistema de purificação do ar que elimina vírus

  • Europa Press
  • 8 Junho 2020

Provou-se que a tecnologia, certificadoá por laboratórios e universidades internacionais, é eficaz na eliminação do coronavírus, o enterovírus e o vírus da gripe.

Dois espanhóis criaram o DuctFIT, uma tecnologia de purificação do ar que elimina 99,99% dos vírus em locais fechados, como empresas, hotéis e hospitais em todo o mundo, de acordo com um estudo do laboratório de segurança P3 de Microbiologia do Hospital Universitário Virgen de las Nieves de Granada, em Espanha.

Miguel Angel Garat e Pablo Fernandez, dois empreendedores espanhóis a viver em Xangai, criaram a empresa CleanAir, para aproveitar a grande procura por este tipo de produtos na China, devido à alta concentração de poluição no país.

Desde 2016 que se concentram na criação de tecnologias para melhorar o bem-estar das pessoas e desenvolveram o DuctFIT CAS (Superoxidação Antiviral Catalítica). Esta tecnologia patenteada, e inspirada na NASA, permite a eliminação definitiva e eficaz de vírus e bactérias quer do ar, quer de superfícies (madeiras, metais, tecidos ou plásticos) e é compatível com a presença de pessoas nas áreas desinfetadas, já que não utiliza produtos químicos prejudiciais à saúde, como ozono, o cloro ou até os raios ultravioleta de incidência direta.

Este sistema de eliminação de vírus, certificado por laboratórios e universidades internacionais, está atualmente instalado em mais de 28 milhões de metros quadrados de escritórios, escolas e centros de saúde, onde mais de 1,6 milhões de pessoas trabalham ou vivem.

Em plena pandemia, o departamento de Microbiologia do Hospital Universitário Virgen de las Nieves de Granada (laboratório de biossegurança nível P3 de referência do Serviço de Saúde da Andaluzia) realizou um estudo microbiológico com o sistema DuctFIT para verificar sua eficácia antiviral contra o coronavírus, o enterovírus (que afeta o sistema digestivo e um dos mais resistentes que existem) e vírus influenza A H1N1 (vírus da gripe).

O resultado do estudo, baseado no padrão internacional ASTM E1053, assinado por José María Navarro, chefe do departamento de Microbiologia e membro do comité científico do Covid-19 do Governo da Andaluzia, concluiu que em seis horas o sistema DuctFIT eliminou 100% do coronavírus, 99,75% do vírus H1N1 e reduziu o enterovírus em mais de 99,99%. Esta patente é a única tecnologia de eliminação de vírus que passou no exame de um laboratório de referência deste nível científico com vírus humanos.

Com estes resultados, a empresa iniciará em breve ensaios clínicos com seres humanos, para verificar se, além de eliminar o vírus no ar e nas superfícies e, portanto, reduzir drasticamente as infeções, também pode ajudar pacientes já infetados com Covid-19 e gripe, promovendo e acelerando a sua recuperação e reduzindo os tempos de hospitalização. E, portanto, ajudando a reduzir o colapso em hospitais e UCIs, salvar vidas e reduzir as infeções nos profissionais de saúde.

O DuctFIT baseia-se na criação de iões H2O2 de forma contínua. Com uma instalação simples e de baixo investimento, os produtos são colocados nas condutas de ar e, a partir daí, os iões de peróxido de hidrogénio altamente desinfetantes espalham-se pelo espaço, eliminando vírus e bactérias 24 horas por dia, sendo 100% seguro para pessoas, animais e alimentos, garante a empresa.

Além de eliminar vírus, esta tecnologia purifica o ar e permite a constante eliminação de bactérias, ácaros, pólen, mofo, substâncias químicas cancerígenas e odores durante 24 horas por dia e 7 dias por semana. Isto porque o equipamento pode permanecer ligado e não deixa espaços por desinfetar, já que os iões se propagam portodo o lado.

Uma vez instalado, o equipamento é monitorizado através de um software que permite visualizar e controlar todos os dispositivos, além de uma app móvel para gerir o sistema em tempo real. E inclui ainda uma plataforma de Inteligência Artificial que controla de forma inteligente e remota o equipamento.

A tecnologia da Clean Air pode ser instalada em condutas já existentes, sem afetar o fluxo de ar, ou ser utilizada de forma independente em sistemas de ar condicionado com aparelhos móveis ou de parede com um ventilador próprio e a mesma eficácia.

De acordo com a empresa, vários hospitais, incluindo o Virgen de las Nieves de Granada, e multinacionais, empresas e hotéis em todo o mundo, como a Bayer, Novartis, Inditex, H&M, El Corte Inglés, Hyatt, Intercontinental Group, Ferrari, Gestamp, Cisco, Tesla, Coca Cola, BBVA, HSBC ou Citibank, optaram por esta tecnologia com selo espanhol.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Espanhóis criam sistema de purificação do ar que elimina vírus

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião