Bolsa de Lisboa adapta-se ao novo normal. Cotadas já podem fazer roadshow online

Gestores que viajam por vários países em reuniões sem fim para captar financiamento de investidores pode passar a ser uma realidade do passado. Grupo Euronext já fez dois IPO após encontros digitais.

O coronavírus mudou a forma de viver, de trabalhar e até de captar investimento. A Euronext, grupo que gere a bolsa de Lisboa, já realizou rondas de encontros online entre dois emitentes e investidores e diz que a tendência poderá ficar mesmo depois da pandemia. “Vai poupar muito tempo, muito esforço e o ambiente também porque não vamos ter as pessoas a viajarem durante semanas”, diz a presidente da Euronext Lisbon, Isabel Ucha.

“Alterámos, melhorámos e desenvolvemos serviços que já tínhamos face a este contexto em que estamos todos a trabalhar remotamente, designadamente o nosso serviço de webcast que agora permite fazer roadshows de colocação de títulos eletronicamente”, afirmou Ucha, num encontro esta sexta-feira com jornalistas de atualização da estratégia do grupo.

A presidente da bolsa de Lisboa considera que a experiência bem-sucedida — que levou a duas ofertas públicas iniciais (IPO, na sigla em inglês), na Noruega e na Holanda — poderá levar a que esta solução faça parte do novo normal após a pandemia.

"A equipa de gestão, o CEO, o CFO, etc. iam país a país e investidor a investidor apresentar a sua equity story ou a sua bond story e agora podem-no fazer a partir desta plataforma.”

Isabel Ucha

Presidente da Euronext Lisbon

“É um mecanismo de comunicação online em que a empresa pode fazer o seu pitch. Habitualmente faziam-nos presencialmente. A equipa de gestão, o CEO, o CFO, etc. iam país a país e investidor a investidor apresentar a sua equity story ou a sua bond story e agora podem-no fazer a partir desta plataforma. Ou seja, o pitch é feito a partir do seu escritório e depois há opção de fazer perguntas. Portanto, podemos sem sair da secretária agendar um dia inteiro de conversas com investidores“.

Esta opção segue em linha com as recomendações que a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários fez aos emitentes para se adaptarem à pandemia. Também as assembleias gerais de acionistas foram realizadas de forma virtual.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Bolsa de Lisboa adapta-se ao novo normal. Cotadas já podem fazer roadshow online

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião