Generali destaca-se entre vencedores dos prémios anuais de inovação Efma-Accenture

  • ECO Seguros
  • 25 Junho 2020

A Assicurazioni Generali arrecadou dois dos sete prémios internacionais a concurso na 5ª edição dos EFMA-Accenture Innnovation in Insurance. Índia e África do Sul também inovam em seguros.

Na quinta edição do prémio anual – atribuído em conjunto pela non-profit internacional de banca e seguros (Efma) e a consultora de estratégia (Accenture) para distinguir as melhores ideias e inovações tecnológicas do setor -, a Generali classificou-se em primeiro lugar nas categorias Customer Experience (Experiência do Cliente) e Workforce Transformation (Transformação da Força de Trabalho), assegurando a vitória em duas das sete categorias.

Os prémios – anunciados numa cerimónia transmitida pela web (por causa da pandemia de covid-19) – visam distinguir as melhores inovações tecnológicas no setor de seguros.

A companhia italiana conquistou o primeiro lugar na categoria Customer Experience que distinguiu o projeto Digital Hub, uma experiência omnicanal para clientes, agentes e prospects em todos os pontos de contacto digitais, com uma experiência de utilizador comum e identidade visual única em todos os países. Na categoria Workforce Transformation, o galardão entregue à Generali distinguiu o programa “We LEARN“: A New Way to the Future”, uma iniciativa de requalificação que ajuda os funcionários a desenvolver novas capacidades necessárias para crescer na era digital e apoiar as prioridades estratégicas da empresa.

Citado num comunicado da instituição, Frédéric de Courtois, diretor geral do grupo Generali, comentou: “Estamos verdadeiramente orgulhosos destes prémios, que confirmam a capacidade da Generali se posicionar na fronteira da inovação no setor dos seguros e de responder eficazmente às necessidades dos clientes que estão em constante evolução e que têm grandes expectativas”.

A Generali é um dos maiores fornecedores mundiais de seguros e gestão de ativos. Fundada em 1831, está presente em 50 países do mundo com um total de receitas de prémios de mais de 69,7 mil milhões de euros em 2019. Em Portugal, através da Seguradoras Unidas, detém as marcas Tranquilidade, Açoreana e LOGO.

Nesta edição dos Efma-Accenture Awards, um painel de executivos da indústria elegeu os sete melhores de um universo de mais de 300 projetos candidatos (apresentados por mais de 200 companhias originárias de 45 países) e que foram avaliados em função de três critérios: originalidade; capacidade estratégica para gerar vantagem competitiva e retorno de investimento a longo prazo; e adaptabilidade para uso em outros mercados e países.

Insurtech; apps; serviços e personalização

Segundo comunicado da Accenture, os prémios das outras cinco categorias distinguiram projetos e inovações tecnológicas das seguintes entidades (seguradoras – países):

  • Connected Insurance & Ecosystems Award – Farmitra-Caring Yours (Bajaj Allianz – Índia): Uma aplicação móvel para Android que ajuda os agricultores a gerirem culturas e seguro agrícola.
  • Core Insurance Transformation AwardMIRApply Physician (Munich Re – Alemanha): uma solução digital focada em seguros Vida e reduz os tempos em procedimentos de contratação, gestão e follow up.
  • Insurtech AwardUpcover (Upcover – Austrália): O projeto com o nome da empresa é uma aplicação móvel que fornece soluções simples de pay as you go e coberturas de saúde adaptados aos prestadores de trabalho flexível, da designada gig economy.
  • Product & Service Innovation AwardCyber Safe Family_Digital when Possible, Always Human (Baloise Insurance – Bélgica) : O produto é um seguro de ciberisco adaptado ao cliente com cobertura para navegar na internet, fazer compras online e utilizar as redes sociais.
  • Global Innovator Award – (Discovery – África do Sul): a Discovery arrecadou a distinção de Inovador Global por um conjunto de inovações, nomeadamente “Vitality Active Rewards 2020″ (uma app que ajuda a melhorar hábitos de saúde); “Auto Underwriting,” (projeto que recorre a histórico clínico e testes aos clientes para preenchimento automático de formulários para contratação de apólices no ramo automóvel); “Discovery Life Premium Relief Option,” (desenvolvido no contexto Covid-19 e que permite aos segurados resgatar parte do rendimento acumulado num plano Vida e manter a cobertura intacta) e o “AI Quote,” que facilita procedimentos de gestão aos corretores e a comunicação entre estes e a Discovery.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Generali destaca-se entre vencedores dos prémios anuais de inovação Efma-Accenture

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião