Multicare lança médico assistente online

  • ECO Seguros
  • 5 Julho 2020

O novo serviço reforça a oferta disponibilizada na plataforma de medicina online, permitindo o acompanhamento dos clientes ao longo da sua vida por um especialista em Medicina Geral e Familiar.

A Multicare, seguradora de saúde da Fidelidade, lançou o serviço Médico Assistente Online, para reforçar o atendimento personalizado disponibilizado pela sua plataforma de medicina online.

De acordo com um comunicado da seguradora de saúde do grupo Fidelidade, o novo serviço foi criado “a pensar na saúde e no bem-estar do mais de um milhão de clientes, sobretudo perante os desafios de saúde pública que o país vive, em contexto de COVID-19.”

Neste contexto, a Multicare disponibiliza o serviço “inovador em Portugal, para que cada cliente possa contar com o apoio e acompanhamento online do mesmo médico ao longo da vida e de acordo com as suas necessidades.

O Médico Assistente Online “é um especialista em Medicina Geral e Familiar que acompanha a história clínica de cada pessoa e está disponível para a ajudar à distância de um telefonema. De acordo com a seguradora, o serviço possibilita o agendamento de “consulta com o Médico Assistente por videochamada ou telefone, sem qualquer custo adicional, esperas demoradas ou deslocações, através dos serviços da plataforma de Medicina Online da Multicare que tem como parceiro a Teladoc Health, uma referência mundial em cuidados de saúde virtuais”.

Nestas condições, “o Médico Assistente Online da Multicare terá uma visão integrada e atualizada da história clínica do cliente e poderá acompanhar o seu estado de saúde de forma contínua, realizando o diagnóstico e tratamento de doenças crónicas e referenciando para outras especialidades, sempre que necessário,”, explica a prestadora da Fidelidade.

Para além disso, acrescenta o comunicado da Multicare, o cliente “poderá esclarecer as dúvidas sobre sintomas, doenças, toma de medicamentos ou resultados de análises” e exames bem como aconselhar-se, “de forma personalizada, em temas relacionados com a prevenção, o diagnóstico precoce e a promoção da saúde e de um estilo de vida saudável”.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Multicare lança médico assistente online

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião