ARAG deixa de ser liderada por membro da família fundadora

  • ECO Seguros
  • 14 Julho 2020

Pela primeira vez, nos últimos 20 anos, a seguradora alemã especialista em proteção jurídica deixa de contar com uma pessoa da família proprietária na chefia executiva do grupo.

Aos 74 anos, Paul-Otto Faßbender, presidente do conselho executivo do grupo ARAG SE, cessou o mandato, com efeitos desde 4 de julho. Sucedendo no cargo, Renk Dirksen, atual porta-voz do board, é quem passa a coordenar o órgão executivo e de administração do grupo alemão de seguros.

Comentando a transição, o chairman – cuja resignação estava prevista desde 2019 – afirmou: “Este é um passo importante na direção certa, já que consolida a futura viabilidade do grupo ARAG”. De acordo com comunicação da companhia sediada em Dusseldorf, os acionistas, membros do conselho e funcionários permanecem unidos sob a nova liderança com o objetivo de garantir a independência da ARAG como empresa familiar, “e isso não mudará nos próximos anos”, prometeu Paul-Otto Fassbender.

A 7 de julho, o acionista maioritário da empresa familiar foi eleito presidente do conselho de supervisão do grupo. Além desta função, Paul-Otto Fassbender continuará como presidente do conselho de administração da ARAG Holding SE, entidade matriz da companhia.

Números da instituição alemã (originalmente designada Allgemeine Rechtsschutz-Versicherungs AG) indicam encerrou 2019 com volume bruto de prémios a totalizar 1,76 mil milhões de euros (+6,6% face a 2018), enquanto as receitas consolidadas (incluindo a faturação gerada pelas participadas de serviços) ascendeu aos 1,79 mil milhões.

O resultado da atividade de subscrição totalizou 98,5 milhões de euros, um recorde dos últimos 10 anos e com as receitas da operação internacional a subirem 9%. Em termos consolidados, o resultado da atividade corrente progrediu cerca de 71%, até cerca de 120 milhões, enquanto o resultado líquido depois de impostos fixou-se em 77,5 milhões de euros, o melhor desempenho de sempre na história da instituição.

A empresa foi fundada em 1935 por um advogado e notário Heinrich Fassbender como empresa de seguros de proteção jurídica, tendo iniciado operação mais ligada no ramo automóvel. Anos depois, já desenvolvia atividade em outros ramos de seguros e 20 anos após a criação encontrava-se expansão internacional, operando atualmente em mais de 12 países.

A ARAG – Sucursal em Portugal começou por ser uma delegação da ARAG España. Lançada em 2002, a subsidiária portuguesa desenvolve atividade através de uma rede de mediadores, dispondo de carteira diversificada de proteções para particulares e empresas (seguros família; viagem; automóvel; habitação; transporte; comércio; condomínio).

A ARAG Portugal concluiu o exercício de 2019 com cerca de 1,3 milhões de euros em prémios, indicam dados no site do grupo alemão.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

ARAG deixa de ser liderada por membro da família fundadora

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião