Marsh é a maior corretora mundial de seguros pela última vez

  • ECO Seguros
  • 19 Julho 2020

O ranking das maiores corretoras de seguros do mundo volta a dar a Marsh & McLennan como a maior do mundo, mas um novo concorrente vai ascender à liderança este ano.

A Marsh & McLennan Companies voltou a ocupar o primeiro lugar entre as maiores corretoras de seguros munidais, segundo um ranking anualmente elaborado pela agência de rating A.M. Best. O grupo de corretagem, com sede em Nova Iorque e forte presença em Portugal, completou a aquisição da JLT – Jardine Lloyd Thompson em 2019 e ampliou a sua pegada mundial a 130 países. Para além da Marsh o grupo tem atividades conexas através das marcas Guy Carpenter, Mercer e Oliver Wyman e obteve receitas estimadas de comissões e serviços de 14,8 mil milhões de dólares, um valor superior ao total dos prémios emitidos pelas seguradoras em Portugal.

No entanto a Marsh vai perder a sua posição de liderança este ano, a concretizar-se, conforme previsto, a compra da Willis Towers Watson, terceira do ranking, pela AON, segunda maior do mundo, totalizando o conjunto mais de 17,5 mil milhões de euros de receitas.

O crescimento das corretoras tem-se concretizado através de aquisições de outras concorrentes de todas as dimensões e, segundo a consultora especializada em seguros Optis Partners, foram concluídas 649 aquisições durante o ano passado por parte das maiores corretoras mundiais. A JLT estava no ranking das maiores do ano passado e deixou a tabela após a compra pela Marsh. A Acrisure, nona no ranking, juntou mais 100 companhias em 2019, a Hub adquiriu 74 empresas, a Brown & Brown comprou 23 e a AssuredPartner’s fez 53 negócios.

As maiores do mundo pertencem aos maiores mercados, Estados Unidos e Londres, no entanto a Fanhua, maior chinesa, reapareceu neste ranking da A. M. Best depois de ter saído do top20 em 2017.

A Marsh, AON e Willis estão presentes diretamente em Portugal, enquanto a Arthur J. Galagher e a Lockton são representadas pela corretora Costa Duarte. Destaque ainda para o AmeriTrust Group, 19º lugar do ranking, que é detida a 100% pela Fosun International, pertencente ao grupo que detém 85% do capital da portuguesa Fidelidade. A Alliant, 11ª do ranking mundial, é parceira da MDS na corretora Brokerslink.

Maiores corretoras de seguros do mundo por receitas em 2019

Câmbio 31.12.2019: 1€=1,14USD
Fonte: A.M.Best

(Atualizado às 16.00 de dia 20 julho, indicando a relação da Alliant com Portugal através da sua parceria com a MDS na Brokerslink)

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Marsh é a maior corretora mundial de seguros pela última vez

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião