Nestas cidades o uso de máscara é obrigatório em todo o lado

  • ECO
  • 29 Julho 2020

Há cada vez mais cidades a decretarem o uso obrigatório de máscara na rua, numa tentativa de travar o contágio pelo novo coronavírus. Desde Madrid à Madeira.

Com o número de casos de infeção a continuar a subir, deixando a população em alerta quanto a uma segunda vaga da pandemia, vários países, regiões autónomas, mas especialmente algumas cidades, estão a optar por não arriscar e decretar o uso obrigatório de máscara em todo o lado. O Governo da Madeira decretou a mesma obrigatoriedade, seguindo o exemplo mais recente tomado mesmo aqui ao lado, em Madrid. Mas na lista há muitas mais autarquias a fazer o mesmo. Saiba quais são.

Feira do Relógio reabre ao público - 24MAI20

Madeira, Portugal

O Governo regional da Madeira decretou que a partir de 1 de agosto será obrigatório o uso de máscara em todas as ruas do arquipélago, numa tentativa de evitar mais contágios. De acordo com os dados mais recentes da Direção-Geral de Saúde, referentes a esta terça-feira, a Madeira conta atualmente com 105 pessoas infetadas com coronavírus, sem qualquer registo de vítimas mortais.

Madrid, Espanha

A Comunidad de Madrid anunciou novas medidas para combater o coronavírus, nas quais se insere o uso obrigatório de máscara em todas as ruas a partir desta quinta-feira. 30 de julho. “A estratégia é que não voltemos atrás”, disse a presidente regional, citada pelo ABC (conteúdo em espanhol). Além disso, tanto em espaços abertos como fechados, os ajuntamentos ficarão limitados a um máximo de dez pessoas. A capital espanhola regista 73.026 pessoas infetadas e 8.446 vítimas mortais.

Catalunha, Espanha

Na Catalunha, qualquer pessoa com mais de seis anos que saia à rua sem usar máscara incorre numa multa de 100 euros, mesmo que seja para um passeio na floresta ou numa rua pouco movimentada. O anúncio foi feito pelo governo catalão no início do mês, isentando apenas pessoas com dificuldades respiratórias ou contraindicadas por motivos de saúde ou de incapacidade, avança o La Vanguardia (conteúdo em espanhol). A Catalunha tem atualmente 67.217 pessoas infetadas e regista 5.678 mortes.

Galiza e Castela-Leão, Espanha

As comunidades autónomas da Galiza e de Castela-Leão também decidiram juntar-se àquelas que tornaram obrigatório o uso de máscara no interior e no exterior, mesmo no caso em que haja distanciamento social. A Galiza (9.494 casos e 619 mortes) alargou o uso obrigatório das máscaras “tanto em espaços abertos como fechados, desde que possam estar outras pessoas e mesmo que haja uma distância de 1,5 metros”, enquanto Castela-Leão (19.870 casos e 2.793 mortes) decretou esta obrigatoriedade em toda a comunidade de forma permanente.

Múrcia, Espanha

A máscara é obrigatória na região de Múrcia em todos os espaços públicos abertos ou fechados desde o dia 13 de julho, mesmo que não haja mais pessoas a mais de dois metros distância, diz o La Verdad (conteúdo em espanhol). A máscara fica ainda obrigatória no trabalho, seja ele em espaço fechado ou ar livre. Quem não cumprir esta medida — colocar a máscara abaixo do queixo ou do nariz não conta — está sujeito a uma multa de 100 euros. Múrcia tem 1.786 casos confirmados e 148 mortes registadas.

Melilla e Ceuta, Espanha

O Governo de Melilla e de Ceuta também decretaram o uso obrigatório de máscaras em espaços fechados e abertos, de acordo com o Publico (conteúdo em espanhol). Assim, a partir dos seis anos de idade passa a ser obrigatório usar máscara na via pública, em espaços fechados de uso ao público ou ao ar livre, independentemente da manutenção da distância física de segurança interpessoal. Melilla tem 129 casos e duas mortes registadas, enquanto Ceuta regista 222 casos e quatro mortes.

Argelès-sur-mer e La Rochelle, França

Os habitantes e visitantes de várias cidades turísticas da costa francesa, como La Rochelle (Charente-Maritime) ou Argelès-sur-Mer (Pirenéus), têm desde 22 de julho de usar máscara ao ar livre no bairros mais frequentados, avança o site LCI (conteúdo em francês). A partir de agosto, essa obrigatoriedade vale também para Le Touquet (Pas-de-Calais).

Bruxelas, Bélgica

Desde esta segunda-feira, 27 de julho, que qualquer pessoa que passe pela zona pedonal de Bruxelas ou na movimentada Rue Neuve tem de usar máscara. Essa obrigatoriedade foi decretada na semana passada pelo presidente da Câmara de Bruxelas, que anunciou novas medidas para conter o contágio. Para quem não cumprir esta ordem haverá multas, avança o Brussels Times (conteúdo em inglês). Usar máscara passa também a ser obrigatório nos mercados de rua e nas feiras. A capital belga tem atualmente 5.507 infetados e regista 1.219 mortes por coronavírus.

Indiana, EUA

O estado norte-americano de Indiana decretou o uso obrigatório de máscara ao ar livre desde esta segunda-feira, mas quando não seja possível manter o distanciamento social das outras pessoas, avança a CNN (conteúdo em inglês). Indiana tem 64.417 casos confirmados e 2.906 vítimas mortais.

Massachusetts, EUA

A mesma regra foi adotada no estado de Massachusetts desde 6 de maio. Sempre que não seja possível manter o distanciamento social em espaços fechados e mesmo ao ar livre, as pessoas têm de usar máscara para evitar o contágio, diz a CNN (conteúdo em inglês). Isentas estão as crianças com menos de dois anos. Massachusetts tem 115.926 casos de infetados e 8.536 mortes.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Nestas cidades o uso de máscara é obrigatório em todo o lado

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião