Certezza quer fechar 2020 com acréscimo de 40% no volume de negócios

  • ECO Seguros
  • 30 Julho 2020

A mediadora açoriana sediada em Angra do Heroísmo terminou o primeiro semestre com margem operacional equivalente a um quinto da receita bruta e perspetiva de superar o objetivo anual em prémios.

A Certezza revelou que 85% dos objetivos de novos prémios foram alcançados no primeiro semestre do ano, esperando “atingir mais de 2 milhões de euros em novos prémios comerciais e aumentar a sua carteira global para perto dos 7 milhões de euros em prémios” nos seis meses seguintes.

A mediadora indica que, mesmo em contexto da pandemia, “atingiu uma margem de EBITDA de 19%” no termo do primeiro semestre. “Este resultado dá confiança à empresa para que seja possível chegar a dezembro com um crescimento de 40% da sua receita face a 2019”, ano em que o volume de negócios superou um milhão de euros.

“Neste primeiro semestre apoiámos cerca de 1500 famílias em seguros de proteção no seguro de vida para o crédito habitação, seguros de acidentes pessoais e de saúde nas 4000 apólices novas comercializadas, o que em termos de volume de prémios superou a nossa expectativa uma vez que 62% desse volume foi em produtos estratégicos”, afirma Pedro Morais Fidalgo, CEO da Certezza citado em comunicado.

Para reforçar a consolidação no mercado, refere a fonte, “a Certezza conta também com uma boa performance de retenção” nos seus atuais contratos no ramo Não Vida e no ramo Vida.

A açoriana especialista em mediação de seguros está confiante e, apesar da indefinição no mercado devido ao COVID-19, mantém a sua previsão de crescimento em 2020, tendo já adiantado que pretende criar 100 postos de trabalho até ao fim do ano – que foi fortemente correspondido por candidaturas e recrutamentos no mês de julho.

Estamos a crescer, mesmo tendo em conta o atual panorama e, mais importante, os resultados estão a demonstrar que estamos a consolidar-nos no mercado português, como um dos principais players na mediação de seguros no que respeitam os seguros de pessoas”, adianta Morais Fidalgo.

Até ao fim do ano, refere ainda o comunicado, a Certezza “irá avançar com vários projetos, como o apoio na abertura de dois novos escritórios e a remodelação” das instalações nos Açores, estando neste momento a estudar a possibilidade de entrar em novas geografias.

“Sabemos que ainda temos muito que caminhar, mas toda a nossa equipa tem essa vontade e a ambição de crescer é ainda maior. Por isso, é natural que nos próximos meses a Certezza anuncie novos projetos,” acrescenta o CEO.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Certezza quer fechar 2020 com acréscimo de 40% no volume de negócios

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião