Suncorp deixará de segurar e investir no setor de petróleo e gás

  • ECO Seguros
  • 31 Agosto 2020

A seguradora espera que, até 2040, em resultado dos seus esforços para uma economia limpa, tenha terminado todos os investimentos diretos no setor do petróleo e gás.

A australiana Suncorp decidiu que, o mais tardar até 2025, deixará de ter seguros e financiamentos na indústria do petróleo e do gás. Para tal objetivo, o grupo segurador já desistiu de segurar e investir já diretamente em novos projetos de petróleo e gás, a fim de deixar totalmente de os apoiar nos próximos cinco anos. Já em 2019, a Suncorp anunciou o compromisso de não apoiar mais novos projetos de carvão.

A mudança de estratégia da empresa é vista como estando ao arrepio de recentes orientações de uma comissão do governo australiano para a crise pandémica (Covid-19), que recomendou um enfoque no gás para acelerar a recuperação económica pós Covid, nota o jornal The Guardian.

Em junho, o Suncorp Group reportou que a extração e geração de energia a partir de combustíveis fósseis constituía menos de 0,1% do seu negócio geral de seguros. Na mesma altura a companhia anunciou que fez investimentos de 236 milhões de dólares em indústrias de baixo carbono.

No seu recente relatório de responsabilidade corporativa (2019-20 Suncorp Responsible Business Report), o grupo segurador australiano afirmou que continuará a subscrever risco, emprestar e investir em empresas que estão claramente em linha com a transição para uma economia de emissões zero até 2050.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Suncorp deixará de segurar e investir no setor de petróleo e gás

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião