Meo ultrapassa Nos como líder na televisão paga

Número de assinantes de serviço de televisão por subscrição atingiu os 4,15 milhões, mais 165 mil que no período homólogo. É o maior crescimento anual em termos absolutos e relativos desde 2016.

A Meo tornou-se, no primeiro semestre do ano, líder no mercado de televisão paga, ultrapassando a Nos e longe da Vodofane o Nowo. Dados divulgados esta terça-feira pela Anacom indicam que o número de assinantes do serviço de televisão por subscrição registou a maior subida absoluta desde 2016 e atingiu os 4,15 milhões, mais 165 mil (ou 4,1%) que no período homólogo.

“A MEO passou a ser o prestador com a quota de assinantes do serviço de TVS mais elevada (39,8%), seguindo-se o Grupo NOS (39,7%), a Vodafone (16,7%) e a NOWO (3,7%)”, aponta a Anacom sobre o final do semestre. “A Vodafone e a MEO foram os prestadores que, em termos líquidos, mais assinantes captaram face ao mesmo período do ano anterior”.

O crescimento do mercado deve-se, segundo a Autoridade Nacional de Comunicações, às ofertas suportadas em fibra ótica (FTTH), que registaram mais 263 mil assinantes face ao mesmo período do ano anterior (14,8%), ultrapassando os dois milhões de acessos. A FTTH é a principal forma de acesso a este serviço (49% do total de assinantes), seguida da televisão por cabo (31,9%), do DTH (11,1%) e do ADSL (8,0%), tal como vem acontecendo desde o início de 2018.

“Registou-se, simultaneamente, uma desaceleração da tendência de queda do número de assinantes de DTH e de ADSL, assim como da tendência de crescimento do número de assinantes de FTTH. Esta evolução poderá estar associada ao impacto da Covid-19 sobre a atividade dos prestadores e sobre as necessidades dos utilizadores. Destaca-se ainda o eventual efeito da redução da mensalidade das ofertas 3P por satélite que ocorreu no semestre em análise”, explica.

No primeiro semestre de 2020, cerca de 89,3% das famílias dispunham do serviço de distribuição de sinal de televisão por subscrição, o que representa um crescimento de 3,3 pontos percentuais face a igual período do ano anterior.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Meo ultrapassa Nos como líder na televisão paga

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião